Vai uma pirâmide aí? Não, obrigado…

0
808

Com o crescimento da comunidade o que se vê é o aumento considerável de gente querendo viver sem trabalhar arduamente como todo mundo, e de preferência ganhando um salário razoável. Não demora e logo, logo estarão aplicando golpes cada vez mais engenhosos e fantásticos que muitos cairão neles, as vezes por ingenuidade, as vezes por pura ganância mesmo. Quem vai comprar um bilhete premiado que alguém esta vendendo baratinho e a preço de ocasião?

Na comunidade hispana tem um monte de gente que vende fórmulas mágicas mil de ótimos negócios. Quem quiser saber como ganhar dinheiro tem que ir assistir a uma palestra e pagar por ela. Os negócios são mirabolantes. Remédios para emagracimento rápido e eficaz; cartões e ligações telefônicas; ramo imobiliário; e um número impressionante de novas fórmulas para alcançar a fortuna em pouco tempo. Só que para saber qual é o caminho das pedras o interessado precisa pagar e ao fim da palestra que dura pouco, vai sair frustrado e com a certeza de que quem está ficando rico as custas dele é quem organiza as palestras e as supostas fórmulas. Ainda bem que na comunidade brasileira não tem destas coisas…

Aliás, outra modalidade que vai e vem são as famosas pirâmides que ainda circulam pela internet desde sempre. Para que alguém ganhe, muitos vão perder. Uma das correntes usa nomes de pastores e ministros brasileiros para tentar enganar incautos e conquistar um novo pato. O pior que o que não falta é candidatos a patos todos os dias. Um e-mail que costuma atravancar a caixa postal de muita gente diz que a fórmula da riqueza está disponível por módicos US$ 10 mais despesas de envio. Outro dia alguém respondeu para o remetente – “Você acha que se tivesse descoberto a fórmula da fortuna, ia partilhar comigo por meros US$ 10?”. Foi sem dúvida uma bela e oportuna resposta. Uma respostona.

Ralph Nader, político americano, ficou milionário porque descobriu uma porta que poderia lhe dar muito dinheiro e entrou por ela. Nader vendia equipamentos e suplementos para escritórios e em conversas com seus clientes viu que havia uma deficiência grave em assistência técnica e na reposição de alguns materiais. Esperto, montou uma rede para dar assistência técnica e logística, e ficou rico. Em vez de vender a sua fórmula de riqueza, Nader tratou de ganhar mais dinheiro, mesmo porque a sua receita é única, e o que ele menos quer é concorrentes.
Bom negócio
Para quem é o bom negócio que é oferecido todos os dias? Esta deve ser a primeira pergunta a ser feita. Normalmente o que parece ser um bom negócio, é na maioria das vezes uma forma de ganhar dinheiro fácil em cima de algum incauto. Outro dia mesmo, um brasileiro foi abordado no estacionamento de uma grande loja por dois americanos. Eles estavam oferecendo um modernissímo conjunto de câmara fotográfica digital e filmadora, por módicos US$ 600. Tudo novo e na caixa. Pelos cálculos do nosso patrício, aqui deveria valer pelo menos o dobro. Fechou a compra por US$ 500, pagos em dinheiro logicamente. Ao chegar em casa, viu que nas caixas havia sucata. Sem dinheiro e sem ter a quem reclamar ficou com prejuízo e a cara de bobo.

Não existe fórmula mágica para se ganhar dinheiro fácil. Para que alguém ganhe dinheiro na moleza, outro alguém que batalhou duramente tem que ser incauto para não perceber que ele é o pato da ocasião.

Dicas
– Não compre nada que você não possa certificar a origem
– Exija nota fiscal e certificado de garantia
– Se for abordado na rua, desconfie do que estão lhe oferecendo
– Evite emprestar o seu telefone celular a estranhos
– Tapetes persas, aparelhos de alta tecnologia, jaquetas italianas e perfumes franceses são na maioria das vezes made in China mesmo…
– Cuidado com talões de cheques, cartões de crédito e de bancos nas mãos de falsos amigos
– Na dúvida diga não. Você nunca vai se arrepender…

Cuidados para não cair em golpes
– Não acredite em histórias mirabolantes e esquisitas
– Não se comova com tragédias aparentes, pois os golpistas têm um repertório imenso
– Não tenha pressa em conferir documentos, e se preciso confirme com o emissor do cheque a procedência dele. Se for fraudulento o golpista vai alegar pressa e ir embora
– Na dúvida é preferível não fazer negócio do que ter prejuízo
– Não se intimide com a pressão do golpista, pois ele quer levar o dinheiro ganho honestamente
– Se desconfiar chame a polícia e caia fora porque na maioria das vezes é vigarice mesmo…

Ilustração do Esquema de Ponzi, conhecido como pirâmide financeira

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here