TRÊS brasileiros são condenados por fraude bancária na Pensilvânia

0
510
Os brasileiros forma presos em abril de 2019 na Virgínia

Os brasileiros Carlos Di Santi, 39 anos; Angell Hungaro, 46 anos e Benedicto Correia, 58 anos, que haviam sido presos em abril de 2019 em Charlottesville, Virgínia, foram condenados a cumprir penas em prisão federal por participação em um esquema de clonagem de cartão de débito nos condados de York e Cumberland, no Estado da Pensilvânia que provocou um prejuízo para as vítimas de cerca de US$ 15 mil.

A condenação dos três brasileiros foi anunciada no mês de outubro passado.

Di Santi, Hungaro e Correia admitiram em juízo que colocaram dispositivos de skimming e câmeras em vários caixas eletrônicos (ATM) em cidades dos condados de York e Cumberland, além de sacar dinheiro das contas bancárias de dezenas de vítimas.

Carlos Di Santi foi condenado a dois anos e oito meses de prisão; Angell Hungaro foi condenado a dois anos e quatro meses; e Benedicto Correia foi condenado a dois anos de prisão. Di Santi e Hungaro admitiram culpa por conspiração para cometer fraude bancária e roubo agravado de identidade, enquanto que Correia declarou-se culpado de roubo de identidade qualificado.

Fraudes contra o sistema bancário nos Estados Unidos são julgados por cortes federais de justiça.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here