TelexBIT, a picaretagem da vez. Os vigaristas estão de volta…

0
2566

A fina flor da malandragem brasileira não desiste nunca. Eles, os velhos piramideiros de sempre estão de volta e em grande estilo, desta vez com a TelexBIT, mais uma vigarice que usa o conceito bem sucedido do Bitcoin que funciona e é viável para enganar trouxas que mais uma vez cairão no golpe e serão depenados como verdadeiros patos.

Mas antes de prosseguir é preciso esclarecer o que é bitcoin.
Bitcoin é uma moeda virtual, ou seja, não existe fisicamente e não é controlada por nenhuma instituição financeira em qualquer parte do mundo. O bitcoin que é criptografado foi criado em 2009 por Satoshi Nakamoto, e é ‘adquirida’ através de um processo chamado de mineração, onde computadores conectados à rede trabalham na resolução de problemas matemáticos e o vencedor recebe um bloco da moeda.

Estima-se que haja 21 milhões de unidades de bitcoin até 2140, limite estabelecido pelo misterioso Nakamoto. Quando o bitcoin foi criado, qualquer pessoa com um software apropriado poderia minerar e para isto deixava o computador funcionando por dias e dias, com isto a mineração era feita somente por quem tinha super máquinas, o que provocou o surgimento de computadores equipados para a tarefa.

O bitcoin é usado como moeda virtual por grandes empresas e é armazenado em uma espécie de carteira, criada no momento em que um minerador se cadastra no software. O usuário recebe um código com letras e números que valem como um endereço, que será utilizado nas transações. Ao adquirir qualquer produto, serviço ou mercadoria tem que fornecer ao vendedor o endereço e todas as transações são mantidas no anonimato e as compras não podem ser desfeitas.

Nos primeiros meses de 2017, o interesse pelo bitcoin aumentou assustadoramente e no dia 1º de janeiro foi negociado por mais de US$ 1 mil. No final do mês de maio já valia mais de US$ 2,4 mil, valores que tendem a aumentar e já se prevê que a bolha do bitcoin vá estourar mais dia menos dia.

E é neste mercado complexo e extremamente complicado para quem não conhece ou entende do processo que entra a TelexBIT, com a velha fórmula de sempre, usando a plataforma Voip, tal como a TelexFREE.

Utilizando o esquema do marketing multi nível, nome pomposo que vigaristas usam para designar as pirâmides que sempre que explodem, deixam milhares de pessoas lesadas a exemplo da TelexFREE.

Um dos divulgadores da TelexBIT nos Estados Unidos é o jornalista Roberto Vieira, que morou muitos anos em Massachusetts e depois se mudou para a Georgia. Em um vídeo no YouTube, Roberto que se apresenta como uma ‘figurinha carimbada’ diz que o sonho está de volta, referindo-se de forma velada à TelexFREE, contudo sem citar o nome da maior pirâmide de todos os tempos.

O jornalista Roberto Vieira divulga a TelexBIT no YouTube. Reprodução

Roberto Vieira que foi um ativo divulgador da TelexFREE cita o site telexbitbrasil.com, onde é associado de Geovanni Guedes de São Paulo e Shawke Lira do Acre, indica o site, onde é possível encontrar a definição do que é a TelexBIT International e de que forma pode-se fazer parte. A TelexBIT funciona a plenos vapores no Brasil.

“Estamos de volta. O sonho não acabou. Como a fenix da mitologia grega, ressurgimos. Com um projeto fantástico semelhante, mas diferente. TelexBIT! Qualquer semelhança é mera coincidência. TelexBIT, o projeto que vai mudar a minha e a sua vida! Os sonhos sepultados no passado recente vão lhe dar uma segunda chance de voltar a sonhar com dias melhores. A TelexBIT International já nasce totalmente blindada contra bloqueios e sanções por parte de qualquer governo ou instituição financeira. Suas operações tanto para pagar ou para receber são feitas em bitcoins a moeda criptografada e digital que vem revolucionando o planeta. Estamos abraçando este projeto que certamente irá mudar a sua vida”, diz Vieira no vídeo.

No www.telexbitbrasil.com é possível saber que existem quatros planos de adesão:
– Partner que custa US$ 50 – que dá direito ao ganho de revenda do plano 99voip
– Adcentral que custa US$ 289 – que dá direito a fazer um anúncio por dia e a um ganho de US$ 20 semanal
– Family que custa US$ 1,425 – que dá direito a fazer cinco anúncios por dia e a um ganho de US$ 100 semanal e
– Team Builder que custa US$ 15,675 – que dá direito a fazer 55 anúncios por dia e a um ganho de US$ 1,1 mil por semana

A promessa é de ganhar bitcoin postando anúncio, conforme consta no site. As adesões são feitas em sistema de pirâmide, onde o partner ou divulgador tem o direito de comprar os produtos oferecidos com descontos e o principal é a conta de telefonia VOIP chamada de 99TELEXBIT. O sistema de recrutamento é o mesmo de uma pirâmide e o site dá dicas para recrutar pessoas em uma chamada lista quente e lista fria.

A TelexBIT LLC tem sede em Nassau, nas Bahamas, um conhecido paraíso fiscal. Nos próximos dias uma reunião acontecerá em Massachusetts, onde as tradicionais figurinhas carimbadas, vigaristas de diversos escalões e quilates estarão presentes para ‘vender’ mais uma chance de enriquecimento, da qual já se sabe o final – prejuízo, frustração e raiva.

“Fui convidado a ir nesta reunião, e a pessoa que me chamou disse com todas as palavras que os primeiros a entrar ganharão dinheiro e os que virão depois ficarão com o prejuízo”, disse Fernando Costa, que tem sido convidado com insistência para ir na apresentação da TelexBIT.

A constatação é simples e objetiva, os malandros veteranos de outras pirâmides e vigarices estão usando o bitcoin para ganhar dinheiro às custas de incautos que jamais terão acesso a qualquer moeda virtual enquanto durar esta pirâmide chamada TelexBIT. A dúvida é sobre quantos cairão nesta conversa fiada mais uma vez…