Reforma de imigração a moda Trump

0
81

O presidente Donald Trump e os senadores republicanos conservadores David Perdue da Georgia e Tom Cotton do Arkansas apresentaram na quarta-feira, 2, um projeto de lei que visa mudar os critérios para a concessão de green card para imigrantes qualificados.

O projeto de lei “Reforming American Immigration for a Strong Economy Act” (Raise) – Reformando a Imigração Americana para Fortalecer os Empregos em uma tradução livre, vai tramitar no Congresso e se for aprovada estabelecerá um sistema de pontuação para quem solicitar a residência permanente.

“O Raise ACt vai reduzir a pobreza, aumentar os salários e fazer com que os contribuintes economizem bilhões e bilhões de dólares. O atual sistema de imigração não é justo com os cidadãos americanos, e esse projeto vai demonstrar a nossa paixão pelas famílias americanas que sofrem”, afirmou o presidente Donald Trump ao lado de Perdue e Cotton. Para Trump, o atual sistema é injusto com o trabalhador americano porque acolhe trabalhadores imigrantes sem qualificação, o que sobrecarrega o sistema, o que vem defendendo desde março.

O modelo de mérito que Trump, Perdue e Cotton querem implantar já funciona na Austrália e no Canadá e leva em consideração itens como nível de educação, habilidade com o idioma, experiência profissional, idade e possíveis laços com o país na hora da concessão da residência permanente.

Porém, os especialistas no assunto afirmam que a demanda por mão de obra estrangeira tanto de Austrália quanto do Canadá são infinitamente menores do que a dos Estados Unidos. Em 2015 cerca de 137 mil pessoas receberam o green card por razões profissionais, outras 646 mil pessoas que obtiveram a residência permanente por parentesco de um total de 1 milhão.

Trump tratou de capitalizar a iniciativa ao afirmar que se trata da ‘reforma mais significativa do sistema de imigração em meio século’. O projeto de lei se aprovado vai reduzir o número de imigrantes legais e com permissão para trabalhar nos Estados Unidos em 40% no primeiro ano e 50% em uma década, de acordo com Perdue e Cotton.

O Raise Act permitiria que apenas cônjuges e filhos menores de idade não casados obtivessem permissões e autorizaria vistos a pais de adultos envelhecidos que sejam cuidados por seus filhos que sejam cidadãos americanos. Eliminaria a loteria de vistos anual que distribui cerca de 50 mil green cards para cidadãos de países com baixas taxas de imigração para os Estados Unidos, além de limitar o número de refugiados de qualquer parte do mundo a 50 mil anualmente.

Foto: reprodução

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here