Redes sociais: a sua vida não é um livro aberto…

1
440

Maria Lima tomou um susto quando uma amiga que mora na Europa perguntou a ela se a foto da pequena garota não era sua neta. A foto da graciosa menina que estava na beira de uma piscina com a parte de baixo do biquini havia sido roubada do seu perfil em uma rede social. Ela havia postado a fotografia e como seus álbuns estão todos abertos, a foto foi subtraída e ela não sabe onde mais foi parar.

Chocada buscou os seus direitos e um policial especializado em crimes cibernéticos afirmou que pedófilos varejam fotos como a da neta de Maria, as roubam e vendem para criminosos no mundo todo.

Angela é outra que se deparou com uma foto sua em um site que oferece acompanhantes. Muito bonita e com um corpo escultural, gosta de tirar fotos e postá-las nas suas redes sociais. Orientada por um advogado, enviou um e-mail pedindo que a foto fosse retirada do site e foi prontamente atendida. Justificaram que a foto havia sido comprada de um provedor de conteúdo que eles se recusaram a dizer quem era.

As duas situações ilustram a quantas andam as interações das pessoas com as redes sociais, que mudaram o comportamento da humanidade.

Há pessoas que postam tudo. Literalmente tudo. Aqui mesmo na comunidade brasileira nos Estados Unidos é muito comum ver exibições explícitas de todo tipo de situação. Recebeu a cidadania? Posta no Facebook. Chegou o green card? Foto no Instagram. Comprou um carro ou uma casa? Foi ao restaurante? Viajou? Postagem na hora.
Não há a mínima noção de privacidade ou de auto preservação. O que interessa é expor para o mundo aquilo que está fazendo ou acontecendo.

Lava-se também a roupa suja em público. Brigou com namorado? Quer xingar ou desabafar? Emprestou e não recebeu? Foi despedido do emprego ou esnobado por alguém? Tome indiretas e mais indiretas.
E os xingadores? E os perfis falsos que visam exclusivamente especular as vidas alheias e as vezes lançar provocações sem que o ofendido saiba quem é.

Uma empresária de Massachusetts, foi difamada em diversos bazares e teve os seus negócios prejudicados. Sentindo-se molestada buscou a justiça que determinou que a rede social informasse quem era o dono ou donos dos perfis falsos que publicaram as ofensas e mentiras.

Descobriu que estavam envolvidos um homem que se diz líder comunitário e um outro que se diz jornalista que estavam a serviço de um concorrente. O processo que corre em sigilo, já teve condenações e uma indenização está em negociação já que foi para arbitragem. “Gastei dinheiro, mas consegui descobrir quem estava por trás das difamações”, diz a empresária
Mas como se proteger das intrusões e dos que querem especular, roubar fotos ou simplesmente bisbilhotar a vida alheia?

Recomendações
– Se tiver dúvidas sobre quem está te adicionando, não aceite
– Se tiver dúvidas acerca daquela pessoa que você não conhece e que te adicionou, delete-o
– Jamais justifique ter excluído, bloqueado ou não aceitado uma amizade
– Elabore listas específicas e coloque nelas as pessoas conforme seu critério
– O Facebook permite que se bloqueie as suas informações, fotos e postagens
– Jamais coloque em redes sociais informações pessoais
– Não mencione data de nascimento, número de documentos, endereços, relações familiares, trabalho e telefones
– Se for colocar fotos de carros e motocicletas, omita as placas
– Partilhe somente informações com quem você confia de fato
– Não exponha sua intimidade de modo algum
– Cuidado com fotos e vídeos íntimos
– Não publique fotos de crianças sem roupas ou tomando banho
– Não clique em links ou compartilhe qualquer postagem que seja ofensiva ou depreciativa
– Não xingue e nem destrate ninguém
– Respeite para ser respeitado
– Não poste spam ou propaganda do seu negócio ou profissão
– Não envie mensagens não solicitadas
– Não clique em links que te enviam. Você pode estar caindo numa armadilha
– Cuidado com as correntes e mensagens de cunho religioso ou político
– Se cansou, delete o seu perfil nas redes sociais
– Não poste e nem escreva nada do qual possa se arrepender mais tarde
– Lembre-se que por mais restrito que esteja o seu perfil, as redes sociais são sim um livro sempre aberto…

Imagens: meramente ilustrativas

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here