PALMEIRAS sobe; Fla e Inter tropeçam e Galo lidera Brasileirão

0
28
Raphael Veiga marcou os dois gols da vitória palmeirense contra o Fluminense. Foto: SEP

Frase
Às vezes você não escolhe o fim, e sim acaba se entregando
Javier Mascherano, 
Volante argentino que jogou em grandes clubes do futebol mundial, anunciando a aposentadoria aos 36 anos. No Brasil, Mascherano jogou no Corinthians  

Sobe 
Lewis Hamilton
Conquistou no domingo, 15, a sua 92ª vitória e o sétimo título de campeão da Fórmula 1, igualando Michael Schumacher 

Desce
Internacional
Tropeça aqui, tropeça acolá e de tropeço em tropeço perdeu a liderança…

Brasileirão Série A
21ª rodada
Sábado, 14 de novembro
Santos 2 x 0 Internacional
Sport 0 x 2 Vasco
Goiás 0 x 1 Athletico-PR
Corinthians 1 x 2 Atlético-MG
Grêmio 4 x 2 Ceará
Fortaleza 2 x 3 São Paulo
Flamengo 1 x 1 Atlético-GO
Palmeiras 2 x 0 Fluminense
Segunda-feira, 16 de novembro
Coritiba 1 x 2 Bahia
Botafogo 1 x 2 RB Bragantino

Como nada é para sempre, em se tratando da liderança da Série A, Atlético-MG aproveitou os vacilos dos principais concorrentes e lidera o Campeonato Brasileiro com 38 pontos ganhos; o Internacional é o 2º colocado com 36 pontos ganhos; o São Paulo é o 3º com 36 pontos ganhos  e fechando o G4, o Flamengo é o 4º também com 36 pontos ganhos. Na zona do rebaixamento estão o Athletico-PR em 17º com 22 pontos ganhos; o Coritiba é o 18º com 20 pontos; o Botafogo é 0 19º com 20 pontos ganhos e o Goiás é o lanterna com 12 pontos ganhos.

Série B
22ª rodada
Segunda-feira, 9 de novembro
Cruzeiro 3 x 3 Guarani
Terça-feira, 10 de novembro
CSA 0 x 1 Chapecoense
Confiança 1 x 0 Botafogo
Quinta-feira, 12 de novembro
Vitória 3 x 0 Figueirense
Sexta-feira, 13 de novembro
Ponte Preta 1 x 1 Brasil de Pelotas
Operário 3 x 1 Náutico
Avaí 2 x 1 Paraná
Oeste 1 x 2 CRB
Sábado, 14 de novembro
Juventude 2 x 3 Sampaio Corrêa
Cuiabá 0 x 0 América-MG

Rotatividade
Nada fica impune no mundo da bola. Até a 18ª rodada da Série A, somente Atlético-MG, Ceará, Fluminense, Grêmio, Santos e São Paulo não haviam trocado seus treinadores, sendo que Coritiba e Goiás já trocaram mais de uma vez seus técnicos, ou seja, o que falta é paciência e consequentemente descontinuidade nos trabalhos dos profissionais. Se bem que por seu lado, treinadores como Rogério Ceni e o argentino Eduardo Coudet deram adeus a Fortaleza e Internacional e partiram para novos desafios nas suas carreiras. 

Sem torcida
Nestes tempos de coronavírus, os estádios não estão recebendo público e ao que parece nada é mais irritante do que os efeitos sonoros usados pelos clubes para incentivar seus jogadores. Não custa nada relembrar as velhas e boas rivalidades regionais dos futebol mundo afora.

Combustão
Brigas em clássico regionais sempre existiram, pois para certas rivalidades perder para o vizinho é das piores coisas que podem acontecer. No mundo todo é assim. Algumas destas rivalidades podem ser civilizadas, outras beiram a selvageria. Mas quais são alguns destes clássicos que provocam frisson e que sempre que acontecem estão a um passo de um conflito em larga escala. Jogos onde o pau quebra em todos os tempos verbais – passado, presente e futuro, sem a menor cerimônia. A diferença hoje é que a televisão e os meios de comunicação tratam de expor as atividades das torcidas. As autoridades fazem de tudo para coibir a violência e em alguns países como a Inglaterra e Itália implantaram legislações específicas para penalizar os brigões e moralizaram um pouco o convívio, mas mesmo assim, são jogos de altíssima combustão e rivalidade, sem excluir a violência:
Celtic x Rangers – Escócia
Roma x Lazio – Itália
Boca Juniors x River – Plate Argentina
Al Ahly x Zamalek – Egito
Galatasaray x Fenerbahce – Turquia
Olympiacos x Panathinaikos – Grécia
Estrela Vermelha x Partizan – Sérvia
Wydad x Raja – Marrocos
Corinthians x Palmeiras – Brasil
Peñarol x Nacional – Uruguai
Cruzeiro x Atlético-MG – Brasil

Fogueira

Cena comum quando jogam Estrela Vermelha x Partizan

Na Sérvia quando jogam Estrela Vermelha x Partizan Belgrado a coisa é tão brava que uma das torcidas só pode sair do estádio horas depois de terminado o jogo e são escoltados pela polícia que invariavelmente evita emboscadas. O brasileiro Cleo, jogou no Estrela Vermelha e se transferiu depois para o Partizan Belgrado foi ameaçado de morte por causa disto. A torcida do Estrela Vermelha é tão violenta e hostil que certa vez quando o time foi eliminado da Champions League em casa, quebrou os carros de todos os jogadores, além de ameaçá-los o tempo todo.   

Torcedor da semana
José Tadeu Lopes

José Tadeu Lopes, é mais um dos muitos flamenguistas na comunidade brasileira em Massachusetts

Um dos privilégios da coluna é retratar gente de bom caráter nesta seção. São pessoas que de algum modo fazem a diferença na comunidade brasileira, mostrando torcedores de diversos clubes brasileiros. O torcedor da semana é José Tadeu Lopes, que há 20 anos, ajuda brasileiros com problemas jurídicos e que atualmente trabalha no escritório de advogados Brooks Law. Lopes que é de Ferruginha, Minas Gerais nunca escondeu de ninguém a sua paixão pelo Flamengo, ele que mora nos Estados Unidos há 33 anos, sabe na ponta da língua a escalação do Flamengo que encantou o mundo na década de 1980. No ano passado, colecionou títulos junto com o clube do coração e recebeu na semana passada a nova camisa do Flamengo – personalizada com seu nome e com o número 9, que foi enviada pela filha que mora no Rio de Janeiro.  

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here