Outubro Rosa: vencendo o câncer de mama

Qualquer mulher pode desenvolver câncer de mama

0
2423

Ter um câncer é o pior pesadelo de qualquer pessoa, principalmente quando se está vivendo intensamente com projetos, sonhos, anseios e planos para aproveitar o máximo que a vida pode de fato oferecer. Dalva Ribeiro é uma mulher bonita e sempre com muitas coisas para fazer no dia a dia. Família, trabalho, atividades voluntárias e o cuidado com a casa sempre tomaram o seu tempo. Há pouco mais de cinco anos, ao fazer o auto-exame, notou no seio esquerdo algo que parecia ser um caroço. O nome de Dalva foi trocado a pedido dela.

Como tinha consulta marcada com seu médico não se preocupou muito. Ao saber do resultado afirma que foi o pior dia da sua vida. “O sol brilhava lá fora, mas para mim foi a mais escura das horas. Me faltou o chão e optei por não tirar o seio. Segui o tratamento prescrito pelo médico e depois da quimioterapia e radioterapia que fez com que eu perdesse o meu cabelo. Hoje, vou ao médico duas vezes por ano para controle e o câncer não voltou, graças a Deus”, diz Dalva que lembra que quando raspou a cabeça teve a surpresa ao ver toda a sua família fazer o mesmo em solidariedade a ela.
O que é o câncer de mama?
Câncer de mama é uma doença tratável e a descoberta precoce é a chave para sobreviver ao câncer de mama. O câncer normalmente começa com um pequeno nódulo que, com o tempo pode crescer e se espalhar para áreas próximas, como os músculos e pele, assim como nódulo de pus sob o braço. Principalmente o tumor pode se espalhar para órgãos vitais como fígado, cérebro, pulmão e espinha. Uma entre oito mulheres desenvolvem câncer de mama. Mesmo com o recente progresso de descoberta precoce e tratamentos aperfeiçoados, o câncer de mama é terceira maior causa de morte para mulheres nos EUA.
Como ocorre?
A causa do câncer de mama não é conhecida. Qualquer mulher pode desenvolver câncer de mama e apesar de muito menos comum, homens também podem. Algumas mulheres são mais propícias a desenvolver câncer do que outras se apresentarem os seguintes fatores:
• Ter mãe ou irmã com câncer de mama
• Nunca ter tido filhos
• Ter tido o primeiro filho após os 30 anos
• Histórico de exposição a radiação
• Fumar
• Terapia hormonal (estrogênio)
• Uso excessivo de álcool
• Ferimento no seio
• Obesidade

Não há evidências definidas ainda que o uso de pílulas por um longo período de tempo pode causar câncer de mama, mas esta possibilidade continua a ser estudada. Também parece que tomar estrogênio depois da menopausa causa um pequeno aumento de risco de câncer de mama.

O Cambridge Health Alliance disponibiliza atendimento em português para quem precisa de ajuda e orientação. Para saber mais ligue no 617.591-6925 e fale com a coordenadora de Saúde da Mama.

Para acessar a cartilha em português sobre o câncer de mama clique aqui. O Governo do Estado de Massachusetts, orienta e informa sobre diversos aspectos da saúde. Para saber mais sobre a saúde da mulher clique aqui. Esta iniciativa é da Rede de Saúde da Mulher – Mass Clearing House. Conheça também a Susan G. Komen Foundation e como contribuir para o combate e o esclarecimento sobre o câncer de mama.

Foto da capa: Susan G. Komen

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here