OS ATOS de bondade de um adolescente filho de brasileiros

Philip Fonseca provocou comoção com mensagens de otimismo

0
677
Patricia, Jesus, Phil e David

Jesus e Patricia Fonseca, brasileiros de Belo Horizonte, e moradores de Everett, ficaram surpresos e mais felizes com uma atitude de Philip, 14 anos, seu filho mais velho – eles também são pais de David, 8 anos. Na quinta-feira da semana passada, Philip pediu que a mãe o levasse mais cedo para a escola pois queria fazer alguma coisa que ela não sabia o que era. O que Patricia não sabia, era que os alunos da Everett High School seriam fortemente impactados pela ação de Philip.

Phil, como é conhecido, escreveu cerca de 35 ‘notes’ e pregou nas portas dos armários dos alunos da escola. O teor das mensagens eram mensagens positivas e de incentivo para seus colegas. Porém, Phil fez tudo anonimamente e isto causou alvoroço na escola. A redatora do jornal estudantil The Crimson Times, fez fotos das mensagens de Phil e publicou no Twitter da publicação com a mensagem: “Alguém está deixando mensagens anônimas e inspiradoras nos corredores e armários. É você”. As postagens chamaram a atenção do Channel 5, que se interessou pela assunto e procurou a direção da escola para fazer uma reportagem.

Phil Fonseca com os professores da Everett High School

O diretor da Everett High School consultou as câmeras e constatou que o autor das mensagens era Philip Fonseca. “Ele chamou o Phil e perguntou se a ideia das mensagens era dele, e por que havia feito aquilo. Disse também que o Channel 5 queria fazer uma reportagem com ele sobre as mensagens”, diz Patricia Fonseca, sobre a matéria que foi ao ar na quarta-feira, 12. “O diretor da escola incentivou meu filho a continuar com as mensagens de otimismo e incentivo, e embora ele tenha ficado um pouco assustado com a repercussão de tudo isto”, prossegue.

Com isto, Carlo DeMaria, prefeito de Everett, convidou Philip Fonseca para uma cerimônia onde entregou a ele uma ‘Official Citation’ por ‘Randon Acts of Kindness’ – atos aleatórios de bondade em tradução literal, em nome da cidade que o homenageou.

“Phil sempre foi criativo e ao meu ver ele passou nestas mensagens o que ele vive e tem em casa, e ele entende perfeitamente quem é em Deus. Phil dá o que tem em casa. Tudo o que ele fez e faz é o reflexo da palavra de Deus nas nossas vidas”, continua Patricia que também diz que não esperava tamanha repercussão das mensagens do seu filho. 

Phil é músico – toca piano, é cantor e compositor, gosta de conversar e de estar com outras  pessoas e de fazer amizades. “Um dia, o Phil me deu uma flor de papel com diversos bilhetinhos e me disse que no dia em que eu estivesse triste ou num dia ruim, que lesse as mensagens. Fiz isto e li mensagens lindas, positivas e das quais jamais vou esquecer”, finaliza Patricia que junto coma a família frequenta a Revival Church for The Nations em Everett.

Publicado no JS News. Fotos cedidas pela família Fonseca

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here