NA Arquibancada: o VAR ajuda ou atrapalha?

0
620
O VAR tem sido motivo de constante polêmica no futebol brasileiro. Foto. CBF

Frase
Agora, vou seguir no clube porque o presidente me disse que a única forma de sair era pagar a cláusula de 700 milhões de euros, que isso é impossível e que logo teria outra forma, que era ir à Justiça. Eu nunca iria à Justiça contra o Barça, porque é o clube que amo, que me deu tudo desde que cheguei. É o clube da minha vida, fiz minha vida aqui. O Barça me deu tudo, e eu dei tudo
Lionel Messi, ao anunciar que vai ficar no Barcelona até o fim da próxima temporada, porque o presidente do clube não cumpriu o que havia prometido ao supercraque argentino

Sobe 
Arenas
Finalmente a TV Globo capitulou e a partir desta semana, passa a citar nominalmente os nomes dos estádios do Palmeiras, Corinthians e Bahia – Allianz Parque; Neo Química Arena e Itaipava Arena Fonte Nova respectivamente 

Desce

Em decadência, o atacante Jô do Corinthians agrediu o zagueiro Diego Costa e só não foi expulso porque o árbitro viu no VAR uma lance diferente. Pelo menos, teve a dignidade de se desculpar publicamente

Brasileirão Série A
8ª rodada
Sábado, 5 de setembro
Flamengo 2 x 1 Fortaleza
Corinthians 2 x 2 Botafogo
Ceará 0 x 1 Santos
Domingo, 6 de setembro
RB Bragantino 1 x 2 Palmeiras
São Paulo 3 x 1 Fluminense
Internacional 2 x 2 Bahia
Vasco 1 x 0 Athletico-PR
Atlético-GO 1 x 1 Grêmio
Sport 2 x 1 Goiás
Coritiba 0 x 1 Atlético-MG
O líder é o Internacional – 17 pontos; o São Paulo é o 2º com 16 pontos; o Atlético-MG é o 3º com 15 pontos e fechando o Z4, o Vasco é o 4º com 14 pontos ganhos. Na zona do rebaixamento estão o Coritiba em 17º lugar com 7 pontos; em 18º e 19º o Atlético-GO e o Bragantino com 6 pontos ganhos e em 20º,  o Goiás com 5 pontos ganhos

Brasileirão Série B
8ª rodada
Sexta-feira, 4 de setembro
Figueirense 0 x 1 Paraná
Ponte Preta 1 x 0 Botafogo-SP
Sábado, 5 de setembro
Oeste 1 x 3 Juventude
CSA 1 x 1 Confiança
Vitória 4 x 2 Cuiabá
Operário 1 x 2 Guarani
Sampaio Corrêa 1 x 0 América-MG
Brasil de Pelotas 2 x 1 Náutico
Domingo, 6 de setembro
Chapecoense 1 x 0 Avaí
Segunda-feira, 7 de setembro
Cruzeiro x CRB

VAR ou não VAR. Eis a questão…
Pelo jeito o VAR veio para confundir ainda mais o conturbado mundo do futebol. Quando não tinha o dispositivo reclamava-se dos erros da arbitragem. Agora que tem, reclama-se de que as decisões dos mesmos são equivocadas. Ninguém sabe exatamente o que quer ou aonde se quer chegar. Dos árbitros e bandeirinhas ou fiscais de linha, não se admite que erros aconteçam. Mas  sempre que há uma bola rolando os erros ocorrem e o futebol desde sempre é um esporte imprevisível e as vezes desprovido de lógica e portanto, sujeita aos erros humanos. A dinâmica do futebol mudou para melhor; os jogadores estão mais rápidos, correm mais do que no passado, e a cada instante e se exige mais preparo físico dos árbitros, sem contar que as bolas estão cada mais ligeiras e sensíveis. Além do que a tecnologia fora de campo cada vez mais expõe de forma cruel os erros e dúvidas e o uso da tecnologia, como a linha de gol, daria a possibilidade de que injustiças fossem cometidas. Mas não é o que tem acontecido, e a atitude do goleiro Gatito Fernandez que chutou o equipamento do VAR depois da partida contra o Internacional. O Botafogo teve dois gols anulados não se justifica, mas é compreensível e representa bem o espírito de intolerância que toma conta do futebol brasileiro contra o VAR.

Crueldade
Especialistas, jornalistas, técnicos, jogadores e público sempre pediram mudanças e o uso da tecnologia no futebol e quando elas chegam, não é bem aceita, principalmente pelos que são prejudicados. Por mais bem que os árbitros estejam preparados não se pode culpá-los pela ruindade, pois no futebol mundial sempre teve juízes ruins em todos os aspectos. Até o venerando Arnaldo Cezar Coelho que até pouco tempo atrás dava seus pitacos na Globo, dava lá as suas pisadas na bola, mesmo tendo, a exemplo de Romualdo Arpi Filho apitado uma final de copa do mundo. Nunca a arbitragem errou tanto como nos últimos tempos.  

A terceira camisa do Manchester United para a temporada é ousada até não poder mais. Fonte: Footy Headlines

Vai encarar?
Os clubes fazem da venda das camisas uma importante fonte de renda e de arrecadação, pois o torcedor jamais quer ficar com a camisa desatualizada e por isso corre para comprar a novidade  tão logo chegue nas lojas. Tem também as terceiras camisas que custam caro e quase sempre são objeto de desejo do torcedor, com isto ganham todos. Clubes, fornecedores de material esportivo e o torcedor que pode orgulhoso exibir a camisa do seu clube de coração. O problema é que tanta mudança pode tirar do torcedor a referência que ele tinha da verdadeira camisa que de tão tradicional ficou no passado esquecida em algum canto do armário. E por falar em terceira camisa, o que você acha deste modelito que a Adidas produziu para o Manchester United. E aí vai encarar?  

Mario e Samuel Fernandes: paixão pelo Galo de pai para filho

Torcedor da semana
O torcedor da semana é Mario Fernandes e seu filho Samuel. Mario tem algumas paixões. Deus, a sua família, o diligente trabalho de missões que já o levou até Cuba, de onde trouxe boas histórias – a da manga é impagável e numa hora destas vamos contar os detalhes, e é claro, torcer pelo Atlético-MG. A paixão pelo Galo foi transmitida ao Samuel e para ambos, este ano não vai ter conversa e no fim da temporada eles querem comemorar o título brasileiro