Menor é resgatado no Texas com ajuda do Centro do Trabalhador Brasileiro

0
216

Nos últimos anos, milhares de pessoas têm se arriscado na travessia da perigosa fronteira mexicana na busca de uma perspectiva de vida melhor para si e respectivas famílias. Recentemente uma onda de crianças desacompanhadas passaram a fazer o trajeto, na sua maioria vindas da América Central, de onde fugiam da violência para vir ao encontro de parentes que moram nos Estados Unidos.

Nesta semana, o Centro do Trabalhador Brasileiro recebeu um pedido de ajuda urgente para resgatar uma criança americana, filho de brasileiros, cuja mãe havia sido presa pelo ICE ao atravessar a fronteira e que corria o risco de ir para um foster care – abrigo temporário para adoção.

E.S. a mãe de Junior, já havia morado nos Estados Unidos de onde tinha sido deportada e tentava voltar quando foi presa na fronteira e levada para El Paso, no Estado do Texas. As irmãs de E.S. fizeram contato com o CTB em busca de ajuda. “De acordo com a informação que recebemos da assistente social que cuidava do caso, procedimento que, após conseguirem contato com a família, eles dão 48 horas para um parente próximo ou uma pessoa autorizada pelos pais pegarem a criança. Caso a família não compareça, eles colocam a criança em um para adoção temporária. Mesmo que a criança seja americana”, diz Lenita Carmo, do Centro do Trabalhador Brasileiro.

“O CTB já tem feito este trabalho de ajudar familiares a encontrar pessoas que são presas na fronteiras como México e Canadá muitas vezes. Mas, esta foi a primeira vez envolvendo uma criança. Começamos pelo nosso procedimento normal, pois a família não sabia onde eles estavam. Depois, duas funcionárias do CTB ficaram por horas fazendo uma busca na internet, e por telefone, e também conversando com as irmãs da E.S. em busca de detalhes que poderiam ajudar. O pai da criança recebeu uma ligação da assistente social e entrou em contato com um das irmãs de E.S. Já era noite quando a irmã pediu para que a Natalicia Tracy conversasse por telefone com a assistente social. Após pegar todas as informações sobre procedimentos e prazo para buscar a criança em El Paso, a Natalicia pediu para o Tim Sieber, um membro da diretoria do CTB acompanhar uma das irmãs na viagem pois ela estava muito estressada com a situação e tem inglês limitado. Natalicia não foi pessoalmente porque está de viagem marcada para Brasil. A assistente social fez todos os procedimentos e documentação e levou o Junior ao aeroporto internacional de El Paso a uma da manhã de quinta-feira, 2 e o entregou ao Tim Sieber e a irmã de E.S”, continua. Junior chegou em Boston na tarde da quinta-feira. As tias de Junior moram em Newton e Brighton.

“A assistente social comentou que nas últimas semanas ela teve contanto com cinco crianças filhos de brasileiros que vinham com destino a Boston. Ela perguntou porque é tão difícil conseguir informação de parentes que estão aqui. Respondi que normalmente eles não querem colocar os parentes que estão aqui em risco, por isto omitem a informação. Recomendamos que os familiares e amigos que moram aqui, aconselhem as pessoas que estão no Brasil, a NÃO colocarem a vida de suas crianças em risco. Pois, não existe garantia nenhuma que ao chegar na fronteira com uma criança as coisas serão mais fáceis. Em caso de pessoas que já foram deportadas, a situação ainda é mais complicada”, afirma Natalicia Tracy, diretora executiva do Centro do Trabalhador Brasileiro. “A comunidade brasileira precisa saber que não é uma situação fácil, principalmente para as crianças por causa dos riscos e perigos que envolvem a travessia. Da nossa parte fazemos um alerta para que pensem muito antes de empreender uma aventura destas com crianças”, finaliza.

Prestação de serviço
Centro do Trabalhador Brasileiro
O Centro do Trabalhador Brasileiro é uma organização sem fins lucrativos, que luta pelos direitos dos imigrantes, no CTB são ministrados cursos de inglês, de Saúde e Segurança para trabalhadores da construção e da limpeza, além do auxílio para as pessoas com problemas trabalhistas. Para mais informações entre em contato pelo telefone 617.783-8001 ou info@braziliancenter.org.

Publicada originalmente no JornaldosSportsUSA.com. Foto alterada digitalmente para preservação de identidades

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here