MASSACHUSETTS em alerta vermelho por causa do vírus EEE

O EEE é um vírus transmitido por mosquitos infectados a outros animais e seres humanos

0
2027
O mais recente caso de vírus EEE é de um homem de 50 anos

Com o fim do verão, o ideal é aproveitar as últimas semanas de calor, mas o Department of Public Health (DPH) lembra que devemos nos proteger contra a ameaça do surto da Eastern Equine Encephalitis – Encefalite Eqüina Oriental (EEE).

A última atualização do DPH sobre o surto da doença transmitida por EEE ocorreu em 6 de setembro com mais dois casos confirmados do vírus: uma mulher de 60 anos da região de Worcester e uma menor de 18 anos de Middlesex County. Atualmente, existem 36 comunidades em “risco crítico”, com um aumento de 28 relatados em 30 de agosto: 42 em “alto risco” e 115 em “risco moderado”. Na sexta-feira, 13, o DPH confirmou o oitavo caso de contaminação pelo EEE, desta vez em um homem de 50 anos de Bristol County.

O DPH está trabalhando com o Massachusetts Department of Agricultural Resources (MDAR) para controlar o problema, e o estado já começou a pulverizar em áreas severamente afetadas.

Uma pulverização está programada para começar na segunda-feira, 16, em partes dos condados de Hampden, Hampshire e Worcester. Para obter uma lista completa das cidades programadas para pulverização, visite o site da DPH, clicando aqui. O DPH alerta as comunidades de “risco crítico” a programar atividades noturnas ao ar livre para que não correspondam aos altos períodos de atividade do mosquito.

O EEE é um vírus incomum e com risco de vida, transmitido por mosquitos infectados a outros animais e seres humanos. Em Massachusetts, ocorre com maior frequência dentro e ao redor de pântanos de água doce e as pessoas com maior risco são menores de 15 anos. Os surtos deste vírus ocorrem no estado a cada 10 a 20 anos, com duração de dois a três anos. O mais recente começou em 2010.

Os primeiros sintomas são muito semelhantes à gripe e podem incluir rigidez no pescoço, dor de cabeça e falta de energia. O sintoma mais perigoso e mortal é a inflamação e o inchaço do cérebro. Apesar dos avanços médicos, ainda não há tratamento para o EEE. É por isso que o DPH orienta a população a se proteger, principalmente quando estiver em espaços verdes.

Para se proteger, use calças compridas e mangas compridas, fique em ambientes fechados quando os mosquitos estiverem mais ativos, use repelente com óleo de DEET, permetrina, picaridina ou eucalipto e limão, fique longe de áreas com água parada. Com informações do El Planeta.

Imagens: arquivo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here