MANDANTE de assassinato, Dorvino Ribeiro é deportado para o Brasil

Dorvino Rocha Ribeiro foi deportado na terça-feira, 10 de julho

0
1012

O brasileiro Dorvino (Luciano) Rocha Ribeiro, 47 anos, foi deportado para o Brasil na terça-feira, 10 de julho, escoltado por oficiais do U.S. Immigration and Customs Enforcement’s (ICE) Enforcement e do Removal Operations (ERO) e entregue as autoridades brasileiras que imediatamente o detiveram para que responda como mandante do assassinato de Ezequias Bezerra da Silva, com cuja mulher Fabiane Paulina Floriano de Souza, ele tinha um relacionamento virtual.

Dorvino teve emitida contra si uma ordem de captura internacional pela Interpol por homícidio e foi preso em Oak Bluffs, Martha’s Vineyard e entregue para a custódio do ICE em 9 de maio deste ano. Rocha Ribeiro reentrou ilegalmente nos Estados Unidos em 2004, depois de ter sido deportado em 2003.

Relembre o caso
De acordo com a Polícia Civil do Estado do Espírito Santo, Dorvino Rocha Ribeiro é o mandante da morte de Ezequias Bezerra da Silva, marido de Fabiane Paulina Floriano de Souza, com quem mantinha um relacionamento virtual. Por ordem de Dorvino, Fabiane teria contratado o pistoleiro de aluguel Zeliano Militão da Silva, que recebeu R$ 3,5 mil para matar Ezequias. O assassinato aconteceu na noite de 14 de julho de 2017 em uma estrada entre Santa Luzia de Mantenópolis, Espírito Santo e Mantena, Minas Gerais. Zeliano simulou um assalto que contou com a ajuda de Fabiane. Investigações da Polícia Civil do Espírito Santo concluíram que Fabiane e Zeliano eram cúmplices e que o mandante do crime era Dorvino que morava nos Estados Unidos. Fabiane e Zeliano foram presos em dezembro de 2017 e juntos com Dorvino serão levados a julgamento pela Justiça capixaba.

Para ler as reportagens sobre o assassinato de Ezequias Bezerra da Silva clique aqui e aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here