JOHN McCain: a morte de um gigante da democracia

Um tumor no cérebro foi a causa da morte do Senador McCain

0
651
Senador John McCain, foi prisioneiro de guerra no Vietnã

Neste instante de instabilidade, principalmente onde se pensa em riscar do mapa o quesito imigração, morre o senador John Sidney McCain III, um dos políticos mais admirados e respeitados na América. Porém reduzir a importância do senador McCain a ser somente um defensor dos imigrantes é restringir a sua luta em favor da democracia e da justiça. O senador John McCain transcende a tudo isto e sempre esteve a frente do seu tempo e da sua geração.

Há homens que são grandes em vida, e maiores ainda se tornam quando das suas partidas.

Mas nem tudo foi um mar de rosas na vida dele. Em outubro de 1967 o avião pilotado por John McCain foi abatido e ele foi preso em Hanói, Vietnã, mesmo com os dois braços e uma perna. Quando seu pai, assumiu o comando das forças militares no Vietnã, o regime local quis soltá-lo, mas ele recusou a oferta, dizendo que não sairia dali até que todos os seus colegas também prisioneiros fosse libertados.

Por causa disto, sofreu torturas e passou anos confinado em uma solitária e jamais buscou tratamento especial por sua condição de filho de um importante militar. Seu cativeiro durou até março de 1973, quando aos 36 anos foi libertado e sua condição física e aspecto eram deprimentes e chocantes. ao ser recebido na Casa Branca pelo então presidente Richard Nixon, tinha os cabelos precocemente grisalhos e andava de muletas. Apesar das sequelas da tortura e do cativeiro, permaneceu na armada por mais oito anos.

Acessível e afável no trato pessoal, apoiou e lutou por uma reforma imigratória que fosse abrangente e para todos, mas partiu sem ver este desejo e vontade ser realizado. É impossível neste instante determinar o legado que o senador McCain vai deixar para a história política dos Estados Unidos e para os políticos mais jovens, mas é de se esperar que seja um exemplo a ser seguido por causa da sua luta incansável.

Um homem que não temia o que os outros poderiam falar a respeito das suas posições que fazia questão de deixar evidente para que todos soubessem delas. Quando disputava a eleição à Casa Branca em 2008, fez questão de deixar claro e evidente que o democrata Barack Obama, era seu adversário e não seu inimigo, fazendo da vida pública um exercício de civilidade, dignidade e retidão, por tudo isto influenciou a sociedade e a política americana no exercício do seu cargo político. 

As honras que o senador John McCain recebe na sua morte são o reflexo de todas as suas lutas e bandeiras levantadas em vida, e a lição que tiramos disto tudo é a de que parte um gigante e entra para a história um homem de respeito e de muitas lições de vida para todos nós. O senador John McCain, morreu no sábado, 25, aos 81 anos de idade.

Fotos: reprodução

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here