JOÃO Faustino, o barbeiro pioneiro

O sonho de João Faustino era morar nos Estados Unidos, para onde se mudou em 1964

0
219
O barbeiro João Faustino mora nos EUA há quase 55 anos
João Faustino chegou aos Estados Unidos em novembro de 1964

João Faustino, é de Pirajuí, uma pequena cidade no interior de São Paulo cuja população oscila entre 25 mil e 30 mil, onde nasceu em 5 de junho de 1935. João é filho do espanhol Pedro Rodrigues Escribano, que chegou ao Brasil aos cinco anos, e de Iolanda Faustine Escribano, uma brasileira neta de italianos. João tem quatro irmãos – Elias seu irmão gêmeo; Neide e o caçula Osni. A família é evangélica e divide-se entre batistas e os avós presbiterianos.

João cursou apenas o primário e começou a trabalhar muito cedo e já aos 13 anos trabalhava em uma olaria e depois na lavoura de café. Aos 15 anos, algo inusitado aconteceu, e ele começou a cortar cabelos, ofício que aprendeu sozinho e aos 18 anos foi para Pirajuí, onde trabalhou em uma barbearia por seis meses. Nesse período, seu pai, entusiasmado com o filho, comprou um salão, onde João trabalhou por três anos.

Apesar da relutância e insistência do pai que não queria perder o filho tão cedo, João, queria um algo mais da vida e decidiu ir para a cidade de São Paulo aos 21 anos e por lá trabalhou até os 29 anos. Nessa barbearia fez uma grande amizade com Humberto Sella, o ‘Francês’ de quem se tornara amigo inseparável. Os dois amigos tinham em comum o sonho de vir para os Estados Unidos.

João Faustino, Lois e família

Como não tinham dinheiro suficiente, Humberto entregou a João todas as suas economias, com uma condição: que tão logo pudesse, João enviasse para ele o valor para também realizar o seu grande sonho. E assim João criou asas e voou sozinho para os Estados Unidos aos 29 anos de idade, onde chegou em 29 de novembro de 1964, portanto há quase 55 anos.

Logo que chegou, João se ajeitou em um pequeno apartamento na área de Boston e imediatamente começou a trabalhar em um restaurante lavando pratos e ganhando US$ 15 por semana. Um mês depois, recebeu a licença para trabalhar como barbeiro e logo conseguiu um emprego no “Julio’s Salon” em Newton.

João é da época que só a palavra bastava e não havia a necessidade de assinatura e tão logo conseguiu economizar o dinheiro, restituiu-o para o ‘Francês’, conforme havia prometido e logo o amigo, desembarcou em terras americanas, onde trabalharam juntos por um período de 12 anos.

Em março de 1971, João conheceu a americana Lois em um clube itálo-americano, e disse para ela: “Vou me casar com você”, e ela respondeu dizendo que não, pois ele era “muito doido”. Lois estava errada na sua avaliação e eles se casaram em 20 de junho de 1972, em Watertown onde moraram até 1976, ano em que compraram uma casa em Rockland, no South Shore, onde moram até hoje.

O casal tem dois filhos – Luis John Faustino, que é pastor de uma igreja batista na Carolina do Norte, e que lhes deu quatro netos e Elaine Dyana Faustino que tem uma filha.

João e Lois Faustino fizeram parte dos membros fundadores da Igreja Batista Edificar em Rockland que é uma igreja brasileira de 2003 a 2012. Nesse período Lois ensinava inglês nas instalações da igreja voluntariamente e ajudava muitas famílias brasileiras em especial com filhos em idade escolar. Eles também foram membros da Firt Baptist in Rockland de 1973 a 2013 – ambas igrejas estabelecidas no mesmo templo. Atualmente são membros da Baptist Church in South Weymouth.

Há 13 anos João Faustino foi acometido de um câncer do colo do reto tendo passado por algumas cirurgias, quimioterapia e aos 83 anos passa bem – Lois que também enfrenta alguns problemas de saúde tem 76 anos. E o amigo ‘Francês’? Humberto Sella, mudou-se para a Flórida com a esposa e por causa do Mal de Alzheimer em 2017, saiu para a rua e sem se dar conta de que estava em uma via de grande movimento, foi atropelado e morreu, para tristeza de João Faustino.

Algumas das alegrias do João Faustino é quando a neta Madalena canta a música “Boi, boi, boi boi da cara preta pega essa menina que tem medo de careta”, com sotaque americano, e um outro neto diz que nunca cortou cabelo com outra pessoa a não ser com seu avô.

Prestação de serviço
João Faustino
The Final Touch Barber Salon
31 Jackson Street
Newton, 02459 – MA
617.964-4121

Texto adaptado do depoimento de Noranei Cabral Nogueira

Fotos: Simone Ferreira

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here