INTER reage; São Paulo e Flamengo empacam

0
90
Inter reage e é o vice-líder da Série A

Sobe
Palmeiras
O trabalho de Abel Ferreira começa a aparecer e o Palmeiras faz bonito na Copa do Brasil e está a um empate da final da Libertadores

Desce
Cruzeiro
No ano do centenário, ao que parece o Cruzeiro vai amargar mais um ano na Série B 

Resumo da rodada
O São Paulo que vinha bem, perdeu duas seguidas – para o RB Bragantino e para o mistão do Santos; mesma situação do Flamengo que perdeu para o Fluminense e para o Ceará. A imprensa flamenguista está assando Rogério Ceni em brasas vivas e pelo andar da carruagem, não deve ter vida longa lá pelos lados da Gávea. Certamente, o Fortaleza o receberá de braços abertos. O Internacional de Abel Braga reagiu e é o vice-líder. Por falar em Abel, desta vez o Ferreira, o Palmeiras segue em frente e parece ter se ajeitado.  

Brasileirão Série A
29ª rodada
Sábado, 9 de janeiro
Sport 0 x 1 Palmeiras
Coritiba 0 x 0 Athletico-PR
Fortaleza 0 x 0 Grêmio
Domingo, 10 de janeiro
Flamengo 0 x 2 Ceará
São Paulo 0 x 1 Santos
Internacional 1 x 0 Goiás
Atlético-GO 1 x 0 Bahia
Vasco x Botafogo
Segunda-feira, 11 de janeiro
RB Bragantino x Atlético-MG 
Quarta-feira, 13 de janeiro
Corinthians x Fluminense

Mesmo perdendo dois jogos seguidos, o São Paulo lidera o Campeonato Brasileiro com 56 pontos ganhos; o vice-líder é o Internacional com 53 pontos ganhos; o 3º é o Atlético-MG que joga na segunda-feira, com 49 pontos ganhos e fechando o G4, o Grêmio é o 4º colocado com 49 pontos ganhos. Na zona do rebaixamento estão o Bahia com 28 pontos ganhos em 17º; o Goiás é o 18º com 26 pontos ganhos, o Botafogo é o 19º com 23 pontos ganhos e o Coritiba é o lanterna com 22 pontos ganhos.

Série B
33ª rodada
Terça-feira, 5 de janeiro
Guarani 1 x 1 Ponte Preta
Cuiabá 1 x 0 Juventude
Sexta-feira, 8 de janeiro
Brasil de Pelotas 0 x 1 Avaí
CRB 2 x 0 Confiança
Operário 2 x 0 Oeste
Náutico 2 x 1 Paraná
Figueirense 0 x 0 CSA
Sampaio Corrêa 0 x 1 Cruzeiro
Sábado, 9 de janeiro
América-MG 4 x 0 Vitória
Botafogo 3 x 0 Chapecoense 

No G4 da Série B, o América-MG lidera com 66 pontos ganhos e só precisa de mais uma vitória em cinco jogos para garantir o acesso para a Série B; na vice-liderança está a Chapecoense com 63 pontos ganhos; o Cuiabá é o 3º com 54 pontos ganhos; o 4º colocado é o CSA com 52 pontos ganhos. No Z4 estão o Figueirense em 17º com 36 pontos ganhos; o Paraná está em 18º com 33 pontos ganhos; o Botafogo é o 19º com 30 pontos ganhos e o Oeste é o lanterna com 23 pontos ganhos.

Pegando fogo
Pela semifinal da Copa Libertadores, o Palmeiras foi a Buenos Aires e tocou 3×0 no poderoso River Plate e tem tudo para se classificar para a final, na partida de volta na terça-feira. Já o Santos, também foi a Buenos Aires e depois de um empate sem gols, saiu reclamando de um pênalti não marcado em cima de Marinho. Joga na quarta-feira, para decidir se joga ou não a final. Já pela Copa do Brasil, a decisão inédita entre Grêmio x Palmeiras deve entrar para a história da competição. A conferir… 

Aqui não…
Hoje, o futebol inglês é comandado com mão forte pela FA, que não tolera nenhum tipo de desrespeito ao torcedor e ao espetáculo. Se no passado, o futebol inglês era marcado pela violência dos hooligans – torcedores violentos e beberrões, que não conviviam em paz uns com os outros, hoje está em absoluta paz. Há mais de uma década que não é registrado um incidente sequer num raio de 15 milhas dos estádios onde são jogadas as partidas. Até o meio da década de 90, as confusões afastavam dos estádios cada vez mais torcedores, até que as autoridades se movimentaram e acabaram com os problemas. Torcedores violentos foram banidos do futebol, arruaceiros foram devidamente enquadrados e fichados pela polícia e nos dias de jogos dos seus times, tinham que se apresentar nas delegacias uma hora antes e só podiam sair duas horas depois do fim das partidas. Câmeras de vigilância foram instaladas dentro dos estádios para vigiar os torcedores e os alambrados foram definitivamente eliminados dos campos. O que importa é a qualidade do espetáculo e é por isso que os dirigentes do futebol inglês não toleraram nenhum tipo de atos racistas ou preconceituosos, visto que as transmissões acontecem em todo os mundo e para todo tipo de mercado.

Vicente Matheus com Osvaldo Brandão, dois ícones na história corintiana

Histórias da bola
A ‘lógica’ de Vicente Matheus
Logo no começo do Clube dos 13, numa reunião onde se discutia verbas publicitárias que seriam distribuídas entre os grandes clubes, Vicente Matheus conversava com um interlocutor e arriscou perguntar:
– Mas isso vai ser bom pro Corinthians?
– Vai sim, “seu” Vicente, vai ser bom pro Corinthians.
– E também vai ser bom pro Parmera?
– Vai também, vai ser bom pra todo mundo.
– Então eu não vou assinar.
– Como não “seu” Matheus? Por que não?
– Porque o que é bom pro Parmera não pode ser bom pro Corinthians.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here