ICE inicia operação de captura de famílias procuradas no domingo

0
2720
Dez mil pessoas são os potenciais alvos do ICE na 'Family Op'

O jornal ‘The Washington Post’, publicou na sexta-feira, 21, reportagem sobre a ordem do presidente Donald Trump, de caçar a qualquer custo imigrantes indocumentados que tem ordem de deportação pendente para que sejam imediatamente removidos dos Estados Unidos. A operação ‘Family Op’ que inclui familiares terá início provavelmente no domingo e seguirá nos próximos dias de acordo com o Post, citando três funcionários do ICE e tem como alvo até duas mil famílias em diversas cidades americanas incluindo Houston, Chicago, Miami, Los Angeles e outras localidades importantes. Nenhuma cidade de New England está na lista citada pelo Post, neste início de ação do ICE.

Aparentemente, a operação ‘ Family Op’, foi cuidadosamente planejada e o ICE usaria quartos de hotéis temporariamente até que as famílias estejam reunidas para deportação. De acordo com a reportagem, pessoas que não podem ser deportadas imediatamente podem ser detidas, e que estas pessoas podem ser liberadas com dispositivos de monitoramento.

Os agentes do ICE não tem informações detalhadas sobre a exata localização das famílias e pessoas procuradas que tem carta de deportação pendente, contudo, detenções colaterais – de indocumentados que estão no país ilegalmente, mas que estarão próximos aos locais-alvo. Grande parte destas pessoas que são alvo da operação, não tem nenhuma assistência jurídica.

O advogado Danilo J. Brack, alerta que imigrantes indocumentados e que estão com carta de deportação pendente devem ter como defensor um profissional habilitado para tanto. “Qualquer pessoa que é um potencial alvo do ICE deve contratar um advogado, pois em cerca de 90% dos casos, as pessoas vão pelas cabeças dos outros, que não entendem nada do direito imigratório. Estas pessoas aconselham a não ir às cortes e nas audiências e que joguem fora os papéis recebidos. Infelizmente na nossa comunidade isto é corriqueiro. Este é o primeiro problema, que é não procurarem um advogado. Quem procura um advogado vai ser bem aconselhado e terá assistência qualificada e que acompanhará o processo passo a passo”, diz Brack.

Danilo J. Brack, diz que o alvo principal da ‘Family Op’, são as pessoas que chegaram nos últimos tempos e que ignoraram as audiências ou o ‘check in’ com o ICE. “Não se pode esquecer que aquela lista de pessoas prioritárias para deportação – violência doméstica, DUI, crimes diversos, condenações – continua aberta, pois nada mudou. 

Por isto é prudente que ninguém seja enganado por promessas falsas ou mirabolantes. Não precipite nada e consulte um advogado estabelecido e que lhe diga como proceder. Cuidados com os despachantes e notários públicos

Na comunidade brasileira há bons e conceituados advogados que podem atender, dar assistência legal e jurídica com segurança e credibilidade, em cortes, tribunais ou em outras repartições e processos legais. Os advogados brasileiros abaixo relacionados atendem em diversas áreas do direito, como imigração, família, acidentes de carro, acidentes do trabalho, etc, roubo de salários entre outros.

Advogados brasileiros
Hannah Krispin
Krispin Law
Escritórios em Needham e Everett, Massachusetts
617.421-9090
Para acessar a home page clique aqui. Para acessar a página no Facebook, clique aqui.

Ludovino Gardini
Perez Gardini Attorneys
Escritórios em Somerville e Framingham, Massachusetts
Escritório na Flórida
855.337-8440
Para acessar a página no Facebook clique aqui.

Antonio Massa Viana 
Massa Viana Law
Escritório em Framingham, Massachusetts
508.309-7177
Para acessar a home page clique aqui.

Danilo Brack
Brack Law
Escritório em Lowell e Everett, Massachusetts
978.453-7225
Para acessar a home page clique aqui. Para acessar página no Facebook clique aqui.

Imagens meramente ilustrativas

Todos os direitos © reservados. Permitida a reprodução total ou parcial desde que citada a fonte.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here