HRONNE de Paulo: Justiça nega pedido contra jornalistas e publicações

Pedido de Hronne de Paulo era uma afronta ao direito à liberdade de expressão

0
618
A Corte Superior de Middlesex em Woburn não acolheu pedido de Hronne de Paulo

O blog Mundo Yes e os periódicos Brazilian Times e Jornal Negócio Fechado USA, os publishers e jornalistas Edirson Paiva, Walter Medeiros e Jehozadak Pereira, foram citados em um processo por difamação e retratação na Corte Superior de Middlesex em Woburn por Hronne de Paulo, por causa de reportagens publicadas por estes veículos que contam histórias que o envolvem diretamente. 

Os advogados de Hronne de Paulo pediram à Justiça que determinasse a imediata retirada de qualquer publicação que citasse o nome e as situações que envolvem o seu cliente e ainda propunham uma ação por difamação contra o blog, os jornais e os citados e uma audiência de emergência foi marcada para o dia 31 de agosto de 2018. Pleiteavam além da exclusão das reportagens, uma retratação.

Por orientação dos advogados da GARDINILAW que os defendem, os citados decidiram por mera liberalidade retirar imediatamente e temporariamente os textos colocando em seus lugares uma breve explicação sobre os motivos.

Em um contestação feita pelos advogados da GARDINILAW o Juiz da Corte Superior de Woburn NEGOU o pedido emergencial de RETRATAÇÃO e de RETIRADA das publicações e reportagens, conforme decisão proferida no dia 17 de setembro de 2018.

A atual mulher de Hronne de Paulo, faltou com a verdade em uma entrevista concedida a um canal de TV em uma rede social quando afirmou que os profissionais e veículos de imprensa foram obrigados a retirar temporariamente as publicações.

Hronne de Paulo está atualmente detido pela Imigração e em processo de remoção dos Estados Unidos.

Entenda o caso
Hronne de Paulo foi casado com Gisele Seregatto com quem teve um filho e o casal se separou depois que ele a agrediu fisicamente e por várias vezes. A Imigração concedeu a Giseli o U Visa, que é destinado a vítimas de violência doméstica e o ex-casal já se enfrentou muitas vezes nas cortes de família por causa de problemas envolvendo a guarda do filho. Em abril deste ano, a criança denunciou na escola o pai e disse que era abusada por ele reiteradas vezes. O Department of Childrens and Family começou uma investigação e Hronne de Paulo recentemente perdeu a guarda compartilhada da criança e teve emitida contra si uma restraining order para se manter afastado do filho por um ano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here