HOMOFOBIA e drogas: gay brasileiro é espancado em Framingham

Caso estaria relacionado a drogas e homofobia

3
1980
Jackson Sugrue agrediu o brasileiro Otoni Eliseu

O brasileiro Otoni Eliseu, 50 anos, um homem sem teto, que estava hospedado no basement da Igreja Batista Philadelphia em Framingham, sofreu espancamentos e agressões e foi mantido contra a sua vontade em um apartamento por quatro dias, até que a polícia fosse chamada e o resgatasse das mãos de Jackson Sugrue, 19 anos, seu agressor.

De acordo com uma reportagem publicada no Boston 25 News, Otoni e Sugrue que são viciados em crack se conhecem e estavam tendo um relacionamento, quando na tarde do sábado, 30, a polícia de Framingham foi acionada para atender uma ocorrência e encontrou o brasileiro ensanguentado e machucado devido às agressões sofridas.

Ouvido pela reportagem do blog Mundo Yes, o pastor brasileiro Murilo Crispim da Silva, que desenvolve há anos um trabalho com drogados e viciados, afirmou que Otoni morava nas ruas e que o autorizara a ocupar o basement da Igreja Batista Philadelphia há algumas semanas. “Ele me pediu ajuda pois estava sendo ameaçado por traficantes a quem ele supostamente não pagou a droga. Isto foi acerca de três semanas e somente quisemos ajuda-lo a se livrar das drogas”, afirmou o pastor Murilo.

Otoni Eliseu foi levado ao MetroWest Medical Center em Framingham, onde foi atendido. Jackson Sugrue está sendo acusado de crime de ódio, agressão agravada e homofobia, já que teria insultado o brasileiro por ser homossexual. Otoni é baiano e morou em Nanuque, Minas Gerais e está nos Estados Unidos a aproximadamente 20 anos.

A Igreja Batista Philadelphia não tem nenhuma responsabilidade sobre o acontecido e tampouco quaisquer dos seus membros tem qualquer envolvimento no ocorrido.

Imagens: reprodução

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here