Família de Filipe Wolff retorna ao Brasil

A história, o drama e a coragem de Filipe e sua família comoveu a todos

1
24592
Evelyn e Felipe Wolff. Foto: acervo familiar

Depois de pouco mais de seis anos morando nos Estados Unidos para onde vieram buscar tratamento para o pequeno Filipe, a família Wolff – Guilherme – o pai, Evelyn – a mãe, Henrique – o irmão e Filipe está voltando para o Brasil na quinta-feira, 28 de dezembro.

“Vamos morar em Campo Grande, MS, ao menos por enquanto. Porém, tomamos essa decisão juntamente com o apoio da equipe médica aqui. Obviamente, que não colocaríamos todo o sucesso do tratamento, e muito menos exporíamos a vida do Filipe em risco”, diz Evelyn ao blog MundoYes.com.

“Depois de muita ajuda e dedicação do Dr. Galindo, que conseguiu encontrar uma nova equipe médica e também qualificada, para continuar o acompanhamento de saúde do Filipe. Todo paciente transplantado, será pelo resto da vida monitorado. E o Filipe terá uma equipe acompanhando em nossa cidade, e outra equipe em São Paulo, onde será também acompanhado”, afirma sobre o acompanhamento da saúde de Filipe.

“De tudo que passamos aqui, com certeza, o amor e a união podem sim, fazer a diferença, mesmo em meio aos vários problemas enfrentados. Gostaríamos de agradecer imensamente, toda a comunidade brasileira, por ter nos recebido, lutado ao nosso lado, para salvar a vida do Filipe. E também dizer, que a gratidão é o maior bem que temos; e com ela vem o amor, que não faz julgamento. Aprendemos a amar Massachusetts, e com certeza, estará para sempre em nossas vidas”, sobre toda a trajetória da família Wolff na comunidade brasileira.

“O Henrique e o Filipe estão na expectativa de reencontrarem os familiares; e um pouco apreensivos em aprender o português. De modo geral, estão sendo fortes e entendendo a situação, mesmo gostando muito daqui”, sobre a readaptação dos filhos à vida no Brasil.

“Em relação ao dinheiro da campanha, está na MAPS, que é a organização que administra o mesmo. Porém, agora com a nossa partida, será criado um fundo Filipe Wolff, e do rendimento anual desse fundo, será utilizado para ajudar àqueles que precisam de tratamento de saúde. Todo o valor restante, estará sobre a organização que administra a MAPS”, sobre os valores arrecadados e que sempre foram geridos e controlados pela Massachusetts Alliance of Portuguese Speakers (MAPS).

“Desejamos a todos um Feliz Natal, e um Ano Novo repleto de bênçãos”, conclui a mãe de Filipe Wolf.

Relembre o caso
A família Wolff desembarcou nos Estados Unidos em novembro de 2011 em busca da cura para Filipe, seu filho caçula que tinha as patologias histiocitose de células de Langherhans (doença primária) e a colangite esclerosante (doença secundária), jamais se viu tamanha mobilização da comunidade brasileira em prol de uma causa, no Estado de Massachusetts.

A família de Filipe precisava de ajuda financeira e logo, muitas pessoas, entidades e associações de mobilizaram e organizaram yard sales, bazares, jantares, almoços, rifas e outras atividades que proporcionou o levantamento de fundos em uma gigantesca mobilização em prol de uma causa.

A história, o drama e a coragem de Filipe e sua família comoveu a todos.

Em outubro de 2013, Filipe se submeteu a um transplante de fígado, cujo doador foi Guilherme, seu pai. A partir dali deu-se início a recuperação do encantador garotinho que lutava bravamente por sua vida.

Atualmente, Filipe tem nove anos.

Foto: acervo familiar

1 COMENTÁRIO

  1. Desejo que o Filipe se recupere totalmente e fique completamente curado desses males que o assolaram.
    Desejo, também, que vocês sejam muito felizes no retorno ao Brasil, que encontrem a família bem e que tenham um felicíssimo 2018,
    Abraço a todos e, em especial, ao Filipe, dando a ele os parabéns pela sua bravura na luta contra as doenças, e pela sua cura, com a ajuda de Deus.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here