EMAGRECER é preciso; cuide da sua saúde

A obesidade é um dos fatores de risco para a Covid-19

0
360
A obesidade é considerada um caso de saúde pública. Imagem meramente ilustrativa

Emagrecer é preciso! Em qualquer lugar que estejamos, basta olhar à volta para ver o quanto há de pessoas obesas ao ponto de que isto tenha se tornado um caso de saúde pública, e, portanto, alvo de preocupação das autoridades. A obesidade é considerada um dos fatores de comorbidade para o novo coronavírus.

Ana Paula Ornelas, do APO Nutrition and Health Center

Com a pandemia, os hábitos alimentares mudaram – para pior – e os índices de obesidade cresceram assustadoramente. O que fazer então? O blog entrevistou com exclusividade a nutricionista Ana Paula Ornelas do APO Nutrition and Health Center, que é afiliada a American Dietetic Association e atende pacientes na comunidade brasileira em Massachusetts, nos Estados Unidos e em outros países. Confira a seguir as respostas de Ana Paula.

Com a pandemia, a alimentação (dos brasileiros nos EUA) piorou?
Sim. Eu atendo cerca de 150 pacientes por mês e mais de 70% deles ganharam peso na pandemia. O ganho de peso está relacionado ao aumento do volume de comida não necessariamente ao aumento de alimentos calóricos. Devido ao stress de ficarem em casa, não poderem se relacionar com familiares e amigos, muitos tiveram ansiedade, crise de pânico, depressão e comeram compulsivamente. Infelizmente isso ocorreu também com as crianças. Atendi três crianças que ganharam em um ano mais 60 libras. Tive algumas crianças que não queriam voltar para a aula presencial devido a sua aparência ter mudado muito pelo peso. Meus pacientes da idade de 5-15 anos aumentaram 40% e quase todos estavam fazendo terapia com psicólogo. 

Os brasileiros nos Estados Unidos, comem mal? Por que?
Atendo os brasileiros aqui nos Estados Unidos desde 2004. Durante este período vi que houve uma melhora na alimentação dos brasileiros aqui devido a conscientização pois muitos deles começaram a adquirir as doenças crônico-degenerativa como Diabetes, Hipertensão, Dislepidemias. Porém, para mim ainda há muito que se trabalhar neste sentido. Antes lutávamos apenas com os alimentos ‘junk’, com a alimentação rápida e barata – ‘fast food’. Atualmente lutamos com as pílulas, com os pós, com a deficiência de nutrientes na alimentação, com o medo de se alimentar, com a dieta exagerada em proteína e gordura e com falta de carboidrato e fibra. Então, sim os brasileiros precisam melhorar muito seu conceito de alimentação saudável.

As pessoas são expostas diariamente a uma oferta de chás emagrecedores que prometem milagres. Qual é o mal que estas bebidas fazem para o metabolismo?
Os chás podem ‘auxiliar’ quem está em um processo de reeducação alimentar, pois uns agem como estimulantes do metabolismo e outros tem efeito diurético. Chás ricos em cafeína, como o verde e o preto, ajudam a acelerar o metabolismo e podem funcionar também como termogênicos. Já os chás de efeito diurético, como hibisco e cavalinha, ajudam a combater a retenção de líquidos, diminuindo o inchaço corporal. Por isso, eles são bons aliados no processo da perda de peso. Os chás podem ser utilizados todos os dias, mas nunca substituem a água, pois a hidratação com água é primordial. Chás em excesso podem causar desidratação e sobrecarregar o sistema renal. Os chás termogênicos, compostos por cafeína, devem ser utilizados com moderação. Isso porque a cafeína aumenta a secreção gástrica, ansiedade e taquicardia. E os chás diuréticos em excesso podem causar desidratação. É importante ressaltar que de nada adianta tomar chá e não mudar os hábitos alimentares, pois o consumo do chá por si só não resolverá a questão do peso.

Quais são os benefícios da reeducação alimentar?
Uma boa nutrição aumenta a força física, a mobilidade, a resistência, a audição, a visão, as habilidades cognitivas, as habilidades sociais e mentais. Oitenta e sete por cento dos americanos mais velhos têm uma ou mais doenças crônicas que podem ser melhoradas com educação nutricional, incluindo câncer, doença pulmonar crônica, doença cardíaca, demência, diabetes mellitus, colesterol alto, pressão alta, osteoporose, obesidade e sobrepeso. A educação nutricional pode ser definida como qualquer conjunto de experiências de aprendizagem destinadas a facilitar a adoção voluntária de alimentos e comportamentos relacionados à nutrição que conduzam à saúde e ao bem-estar. O maior benefício da reeducação alimentar é fazer com que o indivíduo coma com prazer e liberdade e mantenha sua saúde e peso normal.

A obesidade (inclusive a infantil) é um problema de saúde pública?
A obesidade infantil é um problema sério nos Estados Unidos, colocando crianças e adolescentes em risco de problemas de saúde. A prevalência de obesidade entre crianças e adolescentes ainda é muito alta. Para crianças e adolescentes de 2 a 19 anos em 2017-2018: a prevalência de obesidade foi de 19,3% e afetou cerca de 14,4 milhões de crianças e adolescentes. A prevalência de obesidade foi de 13,4% na faixa de 2 a 5 anos, 20,3% na faixa de 6 a 11 anos e 21,2% na faixa de 12 a 19 anos. A obesidade infantil também é mais comum em certas populações. A prevalência de obesidade foi de 25,6% entre as crianças hispânicas, 24,2% entre as crianças negras não hispânicas, 16,1% entre as crianças brancas não hispânicas e 8,7% entre as crianças asiáticas não hispânicas. (Os dados são do CDC)

Qual é o tempo recomendado para uma reeducação alimentar?
Depende de cada paciente pois depende totalmente da sua vontade de mudar seus conceitos sobre alimentação não apenas por um momento mas para a vida toda. Eu diria no mínimo uns dois anos.

O APO Nutrition and Health Center atende diabéticos, pessoas com problemas de tireóide e vegetarianos?
Sim, atende e elabora a dieta específica para cada problema de saúde ou modelo alimentar que o paciente tenha. 

Qual é o sistema de atendimento da APO Nutrition and Health Center?
O APO Nutrition Center que foi inaugurado em 2004 apenas com o tratamento presencial, tem atualmente atendimento 100% online. Em 2007 comecei a atender online devido a necessidade da nossa comunidade pois muitos não podiam dirigir ou moravam em outros estados ou em outros países. O tratamento online começou a crescer de maneira que em 2018, 70% dos meus pacientes eram online, então neste mesmo ano investimos em um programa para este tipo de atendimento e mudamos toda a nossa estrutura. Em novembro de 2019 começamos a atender somente online e em fevereiro de 2020 começou a pandemia e já estávamos estruturados para o que viria pela frente.

Quais serviços o APO Nutrition and Health Center oferece?
Serviços de educação nutricional com dietas individualizadas, cálculos de antropometria e diagnóstico nutricional por anamnese. Temos também dois exames opcionais: uma exame de DNA com sequenciamento de 70 genes para prevenção de saúde e manutenção de peso e um teste psicológico para diagnóstico de temperamento.

APO Nutrition and Health Center

Prestação de serviço
Ana Paula Ornelas
APO Nutrition and Health Center
978-538.1313
anapaulaornelas@gmail.com
Instagram: @aponutritionhealth

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here