Em discurso no Congresso, Trump diz reforma imigratória é possível

0
44

Em uma surpreendente virada para um dramático início de administração com frequentes más notícias sobre imigração, o presidente Donald Trump deu mostras de que quer aprovar um projeto de lei de reforma imigratória, que proporcionará a milhões de indocumentados um status legal.

De acordo com uma reportagem publicada pela rede CNN, as afirmações de Trump teriam sido feitas em um encontro com âncoras de TV a portas fechadas na Casa Branca, na tarde da terça-feira, 28, e que o presidente teria afirmado “que este é o momento certo para um projeto de lei de imigração”.

Uma fonte da Casa Branca afirmou que o presidente Donald Trump ‘está ansioso para aprovar um projeto de lei de imigração em seu primeiro mandato para milhões de imigrantes indocumentados que não são criminosos violentos e que vivam, trabalhem e paguem seus impostos nos Estados Unidos sem medo de serem deportados’. No entanto, não fariam parte deste acordo, o caminho para a cidadania, com excessão dos beneficiados do DACA.

Trump quer que haja um ‘compromisso dos dois lados’, sem especificar quais seriam estes lados. Quem se beneficiar nesta reforma de imigração não teria um caminho para a cidadania.

A noite no seu discurso anual ao Congresso, o presidente Donald Trump abordou diversos aspectos, entre eles o de uma reforma de imigração. “Meu governo tem escutado os pedidos do povo americano para implementar uma lei de imigração e de segurança na fronteira. Ao implementar uma lei de imigração, vamos melhorar os salários, vamos ajudar os desempregados e reestabelecer a segurança nas nossas fronteiras. Temos de acabar com o caos. Vamos iniciar a construção de um grande muro na nossa fronteira Sul. Estamos removendo membros de gangues, de homens maus, violentos e criminosos. Nossa obrigação é servir, proteger e defender aos cidadãos dos Estados Unidos, também dos terroristas militantes islâmicos”, afirmou.

“Reformar nosso sistema de imigração legal significa proteger nossos trabalhadores, no atual sistema que está desatualizado, impõem-se perdas salariais para os trabalhadores mais pobres e sobrecarregam os contribuintes. Nações como o Canadá, a Austrália e muitos outros têm um sistema de imigração por méritos. Este é um princípio básico para aqueles que pretendem entrar no país. Nós não cumprimos com estas leis e então sobrecarregamos nosso sistema público. Segundo a Academia Nacional de Ciências isto custa bilhões de dólares aos contribuintes anualmente”, afirmou. “‘Creio que uma reforma imigratória real será positiva e possível, desde que enfoquemos em melhorar empregos e melhorar salários para os americanos; fortalecer a segurança dos Estados Unidos e restabelecer o respeito por nossas leis. Creio que republicanos e democratas podem trabalhar conjuntamente para lograr um resultado que nos escapou durante décadas”, continuou sobre o tema reforma imigratória.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here