Dilma ou Aécio? Lula ou FHC?

0
168

Fechadas as urnas do 1º turno uma outra questão se impõe como importante para o eleitor brasileiro: Dilma ou Aécio? Antes de ser um embate entre PT x PSDB ou de Lula x FHC, o que se verá é uma batalha jamais vista na política brasileira na história da república pelo poder maior.

Nunca é demais dizer que uma vez no poder, o PT de Lula deixou de lado o discurso moralizante e ético pelo pragmatismo político, que o tornou uma agremiação corrupta, viciada, venal e vezeira em práticas onde o que vale é o que acha o seu dirigente maior e seus comparsas, alguns deles na cadeia por corrupção.

Porém o PSDB não fica atrás e um dia quando a história das privatizações for contada – se é que será – muita sujeira e podridão há de ser revelada e mostrará que a política brasileira não é para quem tem o estômago fraco, ou prega a moralidade na vida pública e o bom trato com o dinheiro oficial.

Mas voltando ao corrupto PT, jamais se roubou tanto, isto mesmo do verbo roubar, quanto neste período de oito anos de Lula e do período de Dilma. Primeiro foi o Mensalão que derrubou de vez José Dirceu, combativo militante, revolucionário, mentor da estratégia de levar o partido ao poder – se Lula é a emoção pura, Dirceu foi a razão e a frieza para tornar-se grande. Uma vez desvendado o Mensalão e Dirceu ter se tornado réu pelas mãos e pertinácia de Joaquim Barbosa, alguém teria que ir para a berlinda, uma vez que também, Antonio Palocci havia caído em desgraça e a escolhida foi a ministra-chefe da Casa Civil Dilma Rousseff, que superou José Serra e se tornou a primeira mulher a governar do Brasil.

Os malfeitores pegos com a boca na botija, trataram de livrar Lula que afirmou nada saber e uma vez condenados, foram tratados como heróis de uma causa que nada tem de honesta e correta. Importava e importa é livrar a cara de Lula que com sua mão suja comanda tudo nos bastidores e Dilma seguiu a risca tudo aquilo que o ex-presidente havia preconizado e o que importava era o sistema de governo implantado com fortes políticas sociais como o Bolsa Família entre outras, com a tão sonhada distribuição de renda. Pouco ou nada importou o aumento do deficit público ou a inflação que rondou o brasileiro o tempo todo.

Um novo escândalo, desta vez de proporções gigantescas foi descoberto na Petrobras estimado em R$ 10 bilhões e onde foram novamente encontradas as digitais do PT, do PP e do PMDB que um dia foi grande e hoje presta vassalagem aos caprichos de Lula e sua gente. Paulo Roberto Costa e Alberto Yousseff estão revelando em delações premiadas as entranhas deste novo roubo e não se sabe ainda que efeitos isto poderia repercutir no segundo turno.

A constatação é que a política brasileira tal como o futebol não se renovou, a despeito de muita coisa mostrada nesta eleição e suas lideranças estão arcaicas comandando um sistema caduco e ultrapassado, sem contar o viés do atual governo por republiquetas como a Venezuela, Argentina, Bolívia, Equador e a eterna atração exercida pelos ditadores cubanos.

Quem for eleito – Dilma ou Aécio pouco nada mudará no quadro político atual, pois ambos os partidos tratarão de esconder suas mazelas e malfeitos, pouco se importando com o eleitor, com a população e com o bem estar do povo brasileiro, que ao fim de tudo pagará a conta mais uma vez.

Pós urnas, é hora de fazer alianças e neste quesito, Aécio Neves saiu na frente ao conseguir apoios importantes como o PSB e resta saber para onde Marina Silva e seu Rede Sustentabilidade irá ou se permanecerá neutro. O fato é que jamais o PT sofreu uma derrota tão dura como nesta eleição, onde deixou de eleger parlamentares e governos importantes como o do Estado de São Paulo.

O PSDB também não avançou muito e também diminuiu. Agora espera-se os próximos lances do jogo eleitoral e seja quem ganhar, o Brasil pode ser o maior perdedor nisto tudo.

Portanto, se a coisa está ruim com Dilma, poderá ficar ainda pior com Aécio e não há nada a fazer, pois as mudanças que a democracia exigem jamais serão feitas, pois falta coragem e o que importa é o que pensam Lula e FHC…

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here