CATARINENSE é preso por fraudes e roubo de identidade

Brasileiro tinha uma carteira de motorista do Estado do Maine com sua foto e outro nome

3
2303
Wagner Sozi já havia sido preso anteriormente por roubo e posse de drigas
Roubo de identidade, fraude e prejuízo de mais de US$ 100 mil, são algumas das acusações contra o brasileiro

O catarinense de Criciúma, Wagner Sozi, 32 anos, foi preso em Malden e está sendo acusado de usar identidades roubadas para fazer compras, alugar carros, abrir contas bancárias e para obter cartões de crédito. 

De acordo com a denúncia criminal, Sozi usou nomes e identidades de várias pessoas para abrir contas de crédito, alugar carros e fazer grandes compras. Sozi, juntamente com uma cúmplice abriu contas de crédito em um revendedor de material de escritório usando várias identidades falsas e depois as utilizou para comprar gift cards Visa, resultando em um prejuízo de mais de US$ 100 mil. 

Sozi também usou identidades roubadas para comprar um relógio Rolex estimado em US$ 15 mil; alugar um Ford Mustang conversível e um Dodge Charger no Logan Airport em Boston, que ele não devolveu.

Wagner Sozi também possuía uma carteira de motorista do Maine, com sua fotografia e o nome de uma vítima de roubo de identidade, usada para abrir uma conta bancária e fazer grandes compras na Apple Store.

O brasileiro tem no seu prontuário criminal, outros problemas. Em 14 de dezembro do ano passado, Wagner Sozi e sua noiva Siera Shelzi foram presos depois de tentar roubar cerca de US$ 1,6 mil em mercadorias no Home Depot em Somerville, que indiciou-o e sua noiva. Sozi também foi acusado e indiciado por posse de drogas.

Wagner Sozi pode ser condenado a uma pena de até 20 anos por seus crimes e delitos, além de uma multa de cerca de US$ 250 mil.

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here