Carteira de motorista na Califórnia: não caia em golpes

Agenciadores estão cobrando pelo agendamento de matrícula consular que pode ser feito de graça

2
17174

O Estado da Califórnia é um dos lugares que emite carteira de motorista para imigrantes indocumentados e por isso tem atraído pessoas nesta situação de todo o país. São trabalhadores e pais de família que diante da situação tensa e complicada de imigração, não veem outra saída a não ser cair nas mãos dos tradicionais espertalhões que cobram os olhos da cara para ‘agenciar’ e ‘facilitar’ o processo de obtenção da tão sonhada carteira de motorista, mesmo que ela não seja válida fora do Estado emissor. Ou seja, uma carteira de motorista da Califórnia não serve para quem reside em Massachusetts.

Assim tem sido ao longo dos anos e nos estados que emitem o documento e a bola da vez é justamente a Califórnia, que exige um documento de identificação primária que pode ser um passaporte, a carteira de matrícula consular e prova de residência no Estado. Os tais agenciadores anunciam descaradamente os seus serviços nos bazares, grupos e redes sociais de brasileiros ou simplesmente atendem por ‘indicação’ de algum ‘cliente’.

Este é o caso de Sylvio Hermann de Souza Lira, que tem endereço em Hermosa Beach, Califórnia. O custo dos serviços de Souza Lira giram em torno de US$ 1 mil a US$ 1,5 mil por pessoa. A quem o contrata, Sylvio costuma mandar por mensagem de texto os dados da sua conta bancária para depósito antecipado.

O blog recebeu a denúncia de que famílias brasileiras pagaram pelo agendamento do serviço de emissão da carteira consular a Souza Lira e outros deixaram de pagar porque estranharam o valor, já que tanto o agendamento quanto a emissão do documento é gratuito, que tem uma espera de 60 dias para a entrega, devido a uma sobrecarga no sistema.

“O Sylvio quis cobrar por algo que é de graça, e pior cobrar cobrar caro. Como decidi não pagar, ele me ameaçou e destratou”, disse um dos brasileiros que denunciaram o agenciador. A reportagem do blog buscou ouvir a versão de Sylvio Hermann de Souza Lira, que não atendeu a ligação, mas reagiu a uma mensagem de texto.

Sem responder as perguntas da reportagem, Souza Lira agiu com ironia e desdém, atacou quem o denunciou e se disse prejudicado. O blog teve acesso a uma série de mensagens de voz enviadas pelo WhatsApp que contém ameaças, pressão e palavrões.

Estes agenciadores costumam usar o mesmo endereço para dezenas de pessoas além de super valorizar o que fazem, que na realidade consiste em levar os interessados no Department of Motor Vehicles e ceder um endereço local para a emissão do documento.

Tempos atrás, a house cleaner Amélia, que depende da carteira de motorista para trabalhar, pagou US$ 1 mil para usar o endereço de uma mulher que é conhecida da sua prima. “Não me arrependo e pagaria de novo se precisasse. O que vou fazer se a polícia me parar? Pelo menos tenho alguma coisa para mostrar para eles. Sei que não é certo, mas o que devo fazer?”, diz Amélia. “O meu único temor é que a mulher empreste o endereço para muitas pessoas e complique tudo”, afirma Amélia que foi ao Estado de Connecticut tirar a carteira. Seus temores se confirmaram e por causa disto, sua carteira foi cancelada causando-lhe alguns aborrecimentos.

Embora, o caso tenha ocorrido em outra jurisdição consular, o blog enviou para o Consulado-Geral do Brasil em Boston as perguntas abaixo acerca da emissão da matrícula consular que foram respondidas por Helena Gressler, Chefe do Setor Consular.

Cuidado com as práticas fraudulentas
Qual é o tempo de espera médio para a obtenção da CARTEIRA CONSULAR?
Em razão da grande demanda pelo serviço nos últimos meses, o tempo de espera tem sido superior a sessenta dias. O serviço envolve várias etapas. Após o atendimento ao cidadão que solicita a Carteira de Matrícula Consular (CMC), o processamento é feito em sistema próprio e enviado ao Consulado-Geral em Chicago, responsável pela impressão das cadernetas, que depois são entregues por correspondência ao cidadão. Estamos fazendo um mutirão para processar todos os pedidos pendentes e esperamos que os cidadãos possam receber suas CMCs o mais rápido possível.

O que se recomenda em casos semelhantes de tentativa de cobrança destes serviços por terceiros?
O Consulado não pode intervir diretamente nesses casos, mas, ao mesmo tempo, procura desestimular esse tipo de prática. Dessa forma, estamos fazendo esforço adicional em nossas redes sociais para esclarecer que a emissão da CMC é serviço gratuito, assim como todos os agendamentos, que podem ser feitos pelo próprio cidadão. O Consulado trabalha incessantemente para que o cidadão consiga, cada vez mais, ter acesso a nossos serviços de maneira ágil e com orientações claras, esclarecendo dúvidas, mostrando-se presente e próximo ao cidadão e atendendo às demandas da comunidade. Estaremos sempre atentos para tentar evitar casos como esse, que prejudicam a comunidade brasileira local, e estamos à disposição para prestar esclarecimentos aos cidadãos sobre os nossos serviços.

Não caía em golpes
– Não compre e não pague por nenhum tipo de documento legal. Você pode inviabilizar qualquer chance de legalização no futuro e ainda responder processo por falsificação de documento
– Ninguém está autorizado pelo governo federal ou estadual vender qualquer tipo de documento como carteira de motorista, social security, green card, autorização de trabalho, certidão de nascimento ou passaporte americano
– Se quiserem te “vender” qualquer tipo de documento não aceite, pois pode ser uma armadilha da qual você se arrependerá amargamente
– Desconfie de amizades repentinas feitas em salas de bate-papo na internet e jamais forneça seus dados pessoais a quem quer que seja
– Acerca de taxas e emolumentos consulares consulte o posto da jurisdição que você mora
– Na dúvida consulte um advogado. Ou chame a polícia

Imagem meramente ilustrativa

2 COMENTÁRIOS

  1. Além deste marginal estelionatário cobrar adiantado das pessoas honestas e trabalhadoras ele ainda oferece hospedagem na casa e cobra uma diária de US 60,00 dólares e mais taxas de alimentação na permanência das vítimas

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here