CAÇA aos motoristas distraídos

Mensagens de texto e navegação nas redes sociais são as distrações mais alarmantes e preocupantes

0
334
Oficiais de polícia fazem operações contra motoristas distraídos em 150 cidades do Estado
Material de divulgação da campanha de alerta contra os motoristas distraídos

Diariamente, Silvia de Souza, transita pela Rota 9 entre o seu apartamento em Southborough e Natick onde trabalha e já se acostumou ao pesado trânsito da manhã e da tarde quando volta para casa. Silvia faz este trajeto há pelo menos seis anos e nunca teve nenhum problema. Aliás, teve um na semana passada quando foi parada em Framingham, na altura do Trader Joe’s por estar com a sua atenção no telefone celular enquanto dirigia.

Silvia foi uma das dezenas de motoristas que foram parados naquela manhã em uma operação que tinha Kenneth Blass, um oficial da unidade de fiscalização de trânsito da polícia de Framingham. 

Tal como o oficial Blass, outros dezenas de oficiais de polícia estavam naquele e em outros dias atentos no trânsito em busca de motoristas de todas as idades que estavam desatentos e manuseando seus telefones celulares, recebendo e enviando mensagens de texto, digitando e navegando nas redes sociais.

A fiscalização contra motoristas desatentos está intensificada no mês abril que é considerado como o mês da National Distracted Driving Awareness. Recentemente o governador Charlie Baker anunciou uma campanha de conscientização pública que visa reduzir a direção distraída.

As autoridades estaduais acreditam que a falta de atenção de motoristas seja responsável pelo aumento nos acidentes com pedestres e bicicletas nos últimos anos. Em Massachusetts, o número de mortes por veículos automotores aumentou 12,8% entre 2015 e 2016, mais do que o dobro da taxa nacional que foi de 5,6% no mesmo período.

Em Framingham, foram registrados pelo menos 100 acidentes provocados por motoristas distraídos em 2016, conforme estatísticas disponíveis sendo que cerca de um terço destes acidentes provocou ferimentos em pessoas. Uma lei estadual proíbe motoristas de enviar, ler e/ou escrever mensagens de texto e navegar na internet e nas redes sociais enquanto dirigem, mas permite que façam, recebam, atendam e falem no telefone ao volante.

Nas atuações que faz, o oficial Kenneth Blass constatou que a maioria dos motoristas não admite o uso do telefone celular, então ele pede que voluntariamente mostrem as telas dos seus dispositivos e o que se vê entre outras, os motoristas estão conectados em páginas do Facebook, Instagram e Snapchat.

Silvia, a brasileira que teve o seu nome trocado a pedido, navegava no Facebook. “Aprendi uma lição de que não devo dirigir distraidamente, mesmo que esteja parada no trânsito. Para falar a verdade senti foi vergonha do policial que me parou e depois daquele dia, quando eu entro no meu carro, deixo o telefone na minha bolsa, para evitar qualquer problema. O interessante é que depois que eu fui multada, passei a observar e vi quanta gente dirige de olho no telefone celular e totalmente distraído. Da minha parte nunca mais”, disse Silvia.

Fotos: reprodução redes sociais

Todos os direitos © reservados. Permitida a reprodução total ou parcial desde que citada a fonte.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here