APÓS quatro meses, Yara Pinho é liberada pela Imigração

Yara Pinho teria sido denunciada por se recusar a assinar o pedido de divórcio

0
21338
Yara Pinho

Após quatro meses depois de ter sido detida pela Imigração, a brasileira Tatiara Pinho, a Yara, foi liberada na terça-feira, 2, sem que houvesse sido apresentado qualquer processo contra ela. O caso envolvendo Yara causou grande comoção na comunidade brasileira, já que havia a suspeita de que a denúncia contra ela para a Imigração, havia sido feita por Mathias Davenport, de quem ela está se divorciando e contra quem, luta pela guarda dos dois filhos. O suposto motivo seria a recusa de Yara em assinar o divórcio nos termos proposto por Mathias.

Na ocasião da prisão de Yara que tem uma carta de deportação pendente, Mathias negou que houvesse denunciado sua esposa.    

Procurada pela reportagem do blog, Yara Pinho não quis dar nenhuma declaração, já que o processo de divórcio dela com Mathias Davenport, terá uma audiência no dia 30 de maio e por conta disto optou pelo silêncio. Porém, em uma postagem feita por uma amiga de Yara em uma rede social na noite da terça-feira, agradece a todos, através da postagem. “Vocês que ajudaram de alguma forma, eu falei que quando Deus desse a vitória na vida da Yara eu viria aqui pra agradecer!!! 1% de chance que o homem na terra deu, Deus deu 100% …. Toda honra e Glória devemos à Deus. Quero agradecer a todos pelas orações, doações… Receba o abraço da Yara, Deus libertou ela da prisão depois de quase quatro meses, vamos continuar orando a favor dela. Deus abençoe grandemente à todos Gratidão a Deus!!! O nosso muito obrigado”.

Yara que tem 32 anos, e é natural de Salinas, MG, chegou aos Estados Unidos há 14 anos não tem data de audiência marcada na corte de Imigração. Yara não vê os filhos desde que foi detida pela Imigração em janeiro de 2018.

Para ler as reportagens com a história da detenção de Yara Pinho e as respostas de Mathias Davenport, clique aqui e aqui.

Fotos: reproduções de redes sociais

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here