Administrando – e se dando bem com – o negócio próprio

0
487

Quem nunca pensou em abrir um negócio próprio? Se a resposta for sim, é preciso ter cautela. Algumas pessoas, realmente, têm mais dificuldades de seguir as regras do mundo dos negócios, porém isso não significa que tenham habilidades e condições necessárias para abrir um negócio. Ser empresário não é tão simples e para tornar-se o chefe é preciso muito mais que saber dar ordens.

Uma pesquisa de sobrevivência e mortalidade das empresas, que é feita há 10 anos pelo SEBRAE, diz que cerca de 27% das empresas constituídas entre 2001 e 2005 fecharam em seu 1º ano de atividade e 50% delas não completaram o 5º ano de vida. Os principais motivos para esse elevado número de fracasso são também enumerados pela pesquisa. Comportamento empreendedor pouco desenvolvido; falta de planejamento prévio; gestão deficiente do negócio; insuficiência de políticas de apoio; alterações na conjuntura econômica e problemas pessoais dos proprietários.

Isto significa que o empreendedorismo pouco desenvolvido e o planejamento deficitário, como aponta a pesquisa, são as duas principais razões para o fracasso de novos negócios. Afinal quantas vezes já ouvimos a famosa frase de que “não nasci para ter chefe”, não garante o contrário, que a pessoa nasceu para ser chefe. O negócio pode ser a gestão de uma loja brasileira, um restaurante, uma oficina, uma companhia de limpeza, um salão de beleza, ou qualquer outro empreendimento, pois os fundamentos administrativos são basicamente os mesmos em qualquer lugar no mundo, inclusive aqui nos Estados Unidos.

Administrar um negócio próprio não é uma tarefa simples e os desafios são muito maiores e mais complexos do que quando se é um empregado. No entanto, são nessas dificuldades que o verdadeiro empreendedor encontra forças para dar continuidade em seus planos. Conhecer cada um destes desafios, é indispensável para não ter surpresas desagradáveis e frustrantes no futuro.

Certamente um dos maiores desafios é encontrar clientes no início do negócio. Não adianta você ter um produto maravilhoso se não encontrar e atingir seu público-alvo. Por isso a importância do planejamento é vital, tal como saber se há público para fazer prosperar o seu negócio. Isto significa que somente abrir as portas não é suficiente, é preciso ter algo mais, e este algo mais é planejamento, preparação, estratégia, propaganda, dedicação e disposição para trabalhar dobrado para ver o tão sonhado negócio dar certo.

Tem gente que pensa que somente a sorte basta para abrir um negócio, mas uma outra dificuldade que atinge a maioria dos novos negócios é a captação de dinheiro. Normalmente quem abre um negócio próprio tem uma reserva para aguentar alguns meses até que o negócio comece a girar. Por isso, quem monta o próprio negócio precisa ter algum dinheiro reservado para os primeiros meses, onde o empreendimento vai requerer mais e responder com menos. É preciso ter em mente que ao montar seu plano tem de saber quanto vai precisar para se manter até que o empreendimento comece a dar os primeiros retornos financeiros. A pesquisa citada afirma que o ideal é ter uma reserva financeira para mantê-lo pelos primeiros seis meses.

Isto significa que definitivamente, querer não é poder. A vida de um empresário, mesmo pequeno, tem grandes desafios, porém, nada inatingível, vai apenas depender do desempenho de quem assumir o negócio. Querer ter um negócio e não apresentar as competências necessárias para isso afunda qualquer projeto. O mercado é impiedoso, ele não avisa, ele cobra, se a pessoa não estiver preparada, certamente vai fracassar. A concorrência é ferrenha e o mercado competitivo, por isso, planejamento e dedicação, além do perfil empreendedor fazem a diferença no sucesso ou fracasso de um negócio. Se você é um empreendedor e vai montar o seu negócio, boa sorte.

Ser dono de uma empresa é o sonho da maioria das pessoas. Conciliar vida pessoal e profissional, tirar férias quando quiser, determinar seus próprios horários. Isto é o que a maioria pensa que vai poder fazer. Mas ser responsável pelo sucesso de um negócio pode ser uma experiência solitária, enquanto abrir mão da segurança financeira de ter um emprego pode ser mais difícil do que se imagina.

Por causa disto é fundamental avaliar, antes de tomar qualquer atitude, se você tem o perfil adequado para montar seu próprio negócio e enfrentar um caminho que pode ser penoso, tortuoso mas que se bem dirigido pode levá-lo ao sucesso.

Quanto mais se dedica ao seu negócio, maior a possibilidade de sucesso e de êxito, salvo é claro algumas variáveis. É importante estar focado nas atividades do negócio, pois quem quer fazer muitas coisas ao mesmo tempo acaba não fazendo nada direito.

As vezes – ou quase sempre você vai ter que estar pronto para abrir mão de ter um horário específico de trabalho, é bom pensar duas vezes antes de abrir o seu negócio, pois mais do que nunca o velho ditado de que é o olho do dono que engorda o gado, é mais do que nunca verdadeiro quando se trata de administrar o próprio negócio.

Para iniciar um negócio, você precisará de capital. Por isso, é necessário entender qual a sua capacitação no que se refere ao gerenciamento financeiro de contas. Possivelmente como indivíduo, você saberá gerenciar seu dinheiro para não pagar as suas contas atrasadas e prejudicar o seu crédito porque não se planejaram adequadamente.

É por isso que você deve dedicar algum tempo à elaboração de um plano de negócios, de forma a facilitar o gerenciamento e o progresso do seu negócio, pois ao elaborar este plano, você poderá assegurar que o negócio é efetivamente viável. Lembre-se, quanto mais preparado para defender a viabilidade do seu negócio você estiver, mais fácil será fazer progredir a sua companhia. Inclua o pagamento de impostos, taxas e licenças.

Faça suas contas direito. Não se esqueça que todas as empresas precisam de tempo para equilibrar suas contas e garantir um retorno financeiro. Por isso, programe-se para trabalhar com uma margem financeira que lhe possibilite alguns meses de adaptação. E nunca, em hipótese alguma, misture as suas contas pessoais com as da empresa.

Para montar o seu próprio negócio é preciso uma boa dose de ousadia, empreendedorismo e, principalmente, coragem de enfrentar os riscos comuns a todos os negócios, pois por mais correta que seja a sua estratégia, há sempre a chance de algo não sair exatamente como você planejou.

Organize-se, pois só desta forma você aumentará as possibilidades de sucesso da sua empreitada, mesmo que seja uma pequena companhia que tenha só um funcionário, e tenha em mente que muitos grandes negócios e empreendimentos começaram pequenos e deram certo. Organização é uma característica primordial para quem está pensando em abrir um negócio, pois você talvez vá precisar conciliar várias funções.

O empresário deve ter em seu perfil determinação e dinamismo, para que se dedique às diversas atividades e capacidade para decidir rapidamente qual o caminho a seguir. Tudo isso deve ser somado ainda à liderança, já que, mais cedo ou mais tarde, supervisionará o trabalho de uma equipe, e otimismo, para sobreviver às dificuldades que poderão surgir em sua trajetória.

Montar um negócio exige muita dedicação e perseverança. Não é de um dia para o outro que a sua base de clientes vai crescer e é preciso estar preparado para as eventuais decepções e até para saber a hora de parar e partir para outra.

Tenha em mente ainda que o cliente será o patrão que merecerá atenção, cuidado e conhecer o que ele pretende é meio caminho para o sucesso ou o fracasso. Mas isto é assunto para outro dia…

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here