VEREADOR racista de Everett ofende imigrantes e provoca protesto

Costumeiramente imigrantes em Everett são ofendidos por Stephen Simonelli

0
7304
Stephen Simonelli

Everett é uma cidade que faz divisa com Boston, com uma população estimada em 46 mil pessoas, das quais cerca de 40% dos seus habitantes são imigrantes de diversas partes do mundo. A presença brasileira na cidade é marcante e serviu em parte para revitalizar o lugar, seja nas comunidades religiosas, no comércio e no empreendedorismo.

Mesmo com uma forte presença de imigrantes, alguns moradores de Everett criaram um movimento para combater isto e entre eles se destaca o vereador Stephen Simonelli, que não perde uma oportunidade sequer de atacar imigrantes.

Na eleição de novembro de ano passado, onde concorreu diretamente com a brasileira Stephanie Martins, Simonelli que obteve 1,915 votos, mais uma vez ofendeu nas redes sociais e na imprensa com insultos raciais. “Mary, eu não seu se você está entendendo, mas nós não precisamos de um país do 3º mundo nos dizer como administrar a cidade. Nós dizemos para eles aprenderem inglês, aprenderem as regras e leis, demonstrarem respeito às pessoas e se tornem cidadãos da forma certa, caso contrário, terminaremos nos transformando numa cidade de 3º mundo. Ok’, postou Stephen Simonelli em uma rede social. A mulher a que ele se refere – Mary é brasileira e sua parente.

Desde então Stephen Simonelli não perde nenhuma ocasião para ofender e vilipendiar através de palavras rudes e palavrões qualquer imigrante que lhe atravesse o caminho. Na quinta-feira, 5, em uma postagem no You know you’re from Everett, Mass when, um grupo no Facebook, ele agrediu mais uma vez. “Você sabe quando é cortado no trânsito por uma mulher haitiana desagradável. É louco e algumas dessas pessoas vêm aqui com atitudes ruins e pensam que podem fazer o que quiserem. Eles são idiotas rudes que nem sequer sabem ou se importam com as regras básicas de direção. Essa ralé deveria ser enviada de volta para o buraco imundo do qual vieram. Foda-se (sic)”, escreveu.

Simonelli foi apoiado por uns e criticado por outros que o consideraram um fanático vulgar e inconsequente. Sem se fazer de rogado, Simonelli bateu boca com diversos internautas que não concordaram com ele e continuou com suas ofensas. “Aleluia dizemos que eles (imigrantes) devem aprender a dirigir e a observar as regras legais, aprender a língua, parar de reclamar, ser grato por apenas estar aqui e que nós não sabemos nada. Mas querem tudo (para eles). Se fosse há 20 anos a gente batia e mijava (sic) neles”, replicou.

Porém, desta vez imigrantes resolveram dar um batas que as ofensas de Stephen Simonelli não deveriam passar em branco e organizaram um protesto silencioso na segunda-feira, 9, no City Hall de Everett.

“Simonelli faz parte de um grupo de residentes em Everett que pensam como ele e acha que pode nos ofender. Não vamos aceitar que um representante abertamente racista e que foi eleito pelo voto nos represente”, disse um brasileiro, morador da cidade. “Simonelli e seus parceiros têm resistência a qualquer um que não seja do seu grupo. Mas nós temos negócios, carros, pagamos aluguel e não aceitamos que ele nos insulte deste modo, o que é contra o regimento da cidade”, continua.

Recentemente, Stephen Simonelli que tem câncer perdeu sua casa e mora em hotel na cidade, fora do distrito que o elegeu e que ele representa. No mês passado, a Câmara de Vereadores de Everett votou uma moção em apoio aos haitianos que tiveram o Status de Proteção Temporária (TPS) revogado pelo governo e Simonelli foi o único que votou contra, pois para ele, o povo de Everett deve vir em primeiro lugar. 

Everett não divulga o número de eleitores aptos a votar, mas cerca de 1,7 mil votaram nas primárias e 4,334 na eleição num universo de 46 mil habitantes e cerca de 20 mil registrados, sendo que e a maioria das pessoas não sabem que houve eleições. “São sempre as mesmas pessoas que votam, a geração antiga de Everett, não aceita os novos habitantes, incluíndo americanos e imigrantes, ele não pode ofender com palavras racistas quando recebe para nos representar”, finaliza.

“Este homem é um caso a parte, pois mesmo com sua saúde degradada e precária ele não dá folga, mas mesmo assim é apoiado por algumas pessoas que pensam como ele. Everett é uma cidade próspera, ordeira, que progride mas que infelizmente tem no seu seio gente como o Simonelli, que é o reflexo do que acontece atualmente nos Estados Unidos”, diz um empresário brasileiro que mora, investe e tem negócios na cidade e que não quer ser identificado. “A comunidade imigrante revitalizou e reergueu a cidade que era decadente e mesmo assim, o Simonelli e seu grupo não se dão conta de que cometem um erro ao discriminar gente honesta e trabalhadora que contribui para o progresso”, finaliza.

Prestação de serviço
Everett Stands Against Racism
Organizado por Our Revolution Everett
Segunda-feira, 9 de abril – 6.45 PM às 9 PM
Everett City Hall
484 Broadway
Everett, MA – 02149
Informações pelo telefone 617.410-6438

Fotos: reprodução rede social

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here